Marketing

Lu, do Magalu, veste nova camisa do Corinthians em apoio à causa antirracista

Influenciadora virtual apoia campanha do time paulista e veste, pela primeira vez, um uniforme que não seja o da seleção brasileira

Lu, do Magalu, veste nova camisa do Corinthians em apoio à causa antirracista (Divulgação/Magalu)

Lu, do Magalu, veste nova camisa do Corinthians em apoio à causa antirracista (Divulgação/Magalu)

Juliana Pio
Juliana Pio

Editora-assistente de Marketing e Projetos Especiais

Publicado em 14 de maio de 2024 às 18h30.

Última atualização em 14 de maio de 2024 às 18h39.

Pela primeira vez, Lu, a influenciadora virtual do Magalu, com 6,9 milhões de seguidores apenas no Instagram, veste uma camiseta de um clube de futebol brasileiro, além da seleção brasileira, para declarar seu apoio à causa antirracista. Em uma postagem em sua conta no Instagram (@magazineluiza) nesta terça-feira, 14, ela aparece com o novo manto do Corinthians, lançado no início deste mês.

A iniciativa é resultado de ação da Netshoes, e-commerce esportivo do grupo Magalu. “Ter uma influenciadora tão relevante envolvida nessa luta, sem dúvidas, dá força e destaque ao combate ao racismo no futebol”, afirma Rafael Montalvão, diretor de marketing da Netshoes.

A nova camisa do Corinthians, feita em parceria com a Nike, destaca a campanha “Nossa história é uma página em preto", que tem como objetivo apoiar a causa contra a discriminação racial. Além do uniforme, o clube anunciou uma série de ações voltadas para a igualdade racial.

“A Lu é fortemente engajada nas causas que o Magalu apoia e tem lastro. Sabemos que o racismo no futebol precisa ser combatido e acreditamos no potencial de alcance da Lu, além de sua influência em seus perfis nas redes sociais para divulgar e provocar reflexão sobre essa iniciativa”, diz Aline Izo, gerente de redes sociais do Magalu. “Por isso, decidimos usar o potencial desta estreia para uma ação que vai além do futebol”.

A primeira partida com o novo uniforme aconteceu no último dia 4, contra o Fortaleza, pelo Brasileirão, na Neo Química Arena, em São Paulo. Os jogadores entraram em campo com o segundo uniforme padrão “blackout”, totalmente preto. A camisa principal é predominantemente branca com detalhes em degradê preto nas mangas e na barra. O interior da gola possui selo com o escrito antirracista “Tamo Junto e Misturado”.

O design apresenta uma tipografia criada pela designer e diretora de arte Giulia Fagundes. Inspirada nos ricos símbolos Adinkras de origem ganense, a fonte utilizada nos nomes e números dos jogadores reflete a cultura africana ao mesmo tempo que dialoga com o afrofuturismo.

Nos três primeiros dias de estreia, as vendas do novo uniforme do Corinthians, que custa R$ 349,99, cresceram 184%, em comparação ao mesmo período do lançamento da camiseta do ano passado. O dado é da Shop Timão, loja online oficial do clube, operada pela Netshoes e que teve exclusividade na comercialização entre sexta-feira e domingo. O sucesso do modelo todo preto é tão grande que o site já vendeu, em 2024, o equivalente aos primeiros 17 dias de vendas do manto de 2023.

Acompanhe tudo sobre:Magazine Luizaestrategias-de-marketingMarcasCorinthiansESG

Mais de Marketing

Ela transformou networking em negócio e deve faturar R$ 100 milhões em 2024

Cannes Lions 2024: Unilever é premiada como Creative Marketer do ano

Como crescer uma marca? Estudo inédito indica 3 pilares essenciais para o marketing

Apple pede desculpas após novo comercial do iPad Pro: 'Erramos o alvo'

Mais na Exame