Carreira

CIEE, Nike e Corinthians oferecem 20 bolsas para faculdade de administração; veja como concorrer

A oportunidade é para jovens negros que, além da bolsa de estudo, vão ganhar auxílio financeiro até o fim da graduação; veja todos os requisitos

Alunos do Somos CIEE durante o curso de administração em 2023 (Daiana Oliveira/Getty Images)

Alunos do Somos CIEE durante o curso de administração em 2023 (Daiana Oliveira/Getty Images)

Publicado em 15 de maio de 2024 às 07h01.

Tudo sobreBolsas de estudo
Saiba mais

O “Somos CIEE”, organização ligada ao CIEE (Centro de Integração Empresa Escola), tem como propósito ofertar bolsas de estudos para pessoas em situação de vulnerabilidade social e por isso nesta quarta-feira, 15, anuncia uma novidade: junto com a Nike e o Sport Club Corinthians Paulista, oferece neste ano 20 bolsas de graduação para jovens negros em São Paulo.

A bolsa de estudo pagará os 4 anos do curso de Administração na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) além de um benefício de 500 reais até o final do curso, afirma Rodrigo Nader, diretor Institucional e Operacional do Somos CIEE.

"O programa Somos CIEE nasceu em 2019 e já formou mais de 90 jovens no Brasil com doações de pessoas físicas e jurídicas, de dentro e fora do país, que acreditam na nossa causa", diz Nader que reforça que neste ano o projeto conta com o financiamento da Nike pela segunda vez.

O novo esporte da Nike é educar

A Nike decidiu apostar no programa "Somos CIEE" pela primeira vez em 2022 e neste ano renovou a parceria com a instituição trazendo para a grade do curso de Administração disciplinas voltadas ao mercado esportivo.

“Nos dois editais que a Nike patrocinou, em 2022 e neste ano, 100% das bolsas foram para jovens negros”, afirma Nader. “A ideia é fazer com que esses jovens entrem na cadeia do esporte. Você vê muitos jogadores negros, mas poucos na gestão dos clubes”.

O programa de bolsas de estudo de 2022 beneficiou inicialmente 21 jovens negros da região metropolitana de São Paulo. Atualmente, 18 continuam ativos na universidade e inseridos no mercado de trabalho, seja em estágios ou empregos formais (CLT).

Para Bruno Teixeira, gerente Executivo de Propósito e Comunicação da FISIA, Distribuidora Oficial da Nike no Brasil, esses dados demonstram a importância e a eficácia da iniciativa para a inclusão e ascensão profissional desses jovens.

"A parceria com o CIEE nos permite combater desigualdades históricas e defender a inclusão fora dos campos, pistas e quadras. Promovendo esse acesso de jovens negros ao ensino superior, visamos, entre outros objetivos, aumentar sua representatividade na gestão do esporte.”

Corinthians aposta no combate ao racismo 

Para engajar ainda mais a causa, a Nike traz para a ação o Sport Club Corinthians Paulista, que acaba de lançar uma campanha antiracista no futebol chamada “Nossa história é uma página em preto”, com lançamento de novas camisas da temporada.

“Vimos a oportunidade de integração desta campanha com o CIEE, trazendo ainda mais significados e potencializando o impacto do projeto. O compromisso do clube em priorizar a contratação desses jovens como forma de garantir mais profissionais negros atuando na gestão do esporte é uma ação concreta na direção do combate ao racismo no futebol”, afirma o executivo da Nike.

Debater sobre o antirracismo e incentivar de forma prática maior igualdade e tolerância é um dever de toda a sociedade, afirma Sergio Moura, superintendente de Marketing do Sport Club Corinthians Paulista.

"É claro que atletas de renome, ao enfatizarem sua luta, inspiram muita gente, mas sozinhos eles não vão provocar mudanças estruturais, assim como o Corinthians sozinho não vai, mesmo com parceiros tão fortes como a Nike e o CIEE, " diz. "Todos têm de se engajar nessa causa e criar condições e espaços para que pessoas pretas possam ter mais acesso e oportunidades. Precisamos vestir essa camisa e lutar contra o racismo."

Os benefícios vão além da bolsa de estudo

Além da oportunidade de ingressar no ensino superior, os selecionados deste ano contarão com auxílio financeiro de 500 reais e apoio psicossocial ao longo de todo o período de graduação.

"Queremos dar condições do começo ao fim do curso para que esses jovens não abandonem os estudos. Por isso, as aulas serão no período noturno, o que permitirá com que eles trabalhem durante o dia. Além disso, o CIEE dará todo o suporte na contratação desse jovem em seu primeiro estágio", diz Nader.

Quais são os requisitos?

Entre os requisitos para concorrer a uma bolsa de estudo, estão:

  • Ser uma pessoa negra;
  • Ter feito a prova do Enem e ter no mínimo 400 pontos;
  • Cursado e concluído os estudos em escola pública;
  • Residir em São Paulo.

“Esse programa é um esforço para apoiar a empregabilidade dos jovens negros no mercado esportivo, tanto que o final do curso é customizado para caber no esporte”, diz Nader.

As vagas serão destinadas da seguinte forma:

  • 9 vagas serão para aprendizes do CIEE,
  • 9 vagas serão para jovens atendidos por programas financiados pela Nike,
  • 2 vagas para atletas federados do Corinthians.

“É uma ideia de ajudar jogadores de base a acessarem o ensino superior”, diz Nader.

Como se inscrever?

As inscrições poderão ser realizadas até 15 de junho diretamente no site do CIEE.

As aulas estão previstas para começar no dia 12 de agosto.

Primeira turma do Somos CIEE patrocinada pela Nike em 2022 (CIEE/Divulgação)

Acompanhe tudo sobre:Bolsas de estudoCIEENikeCorinthians

Mais de Carreira

Bacharelado: entenda qual a diferença para os outros cursos

Com vagas limitadas, aula gratuita ensina como se capacitar para trabalhar com ESG em qualquer área

TikTok vira "conselheiro de carreira" para jovens nos EUA

USP e Yale University criam fundo de 50 mil dólares para apoiar pesquisadores; saiba mais

Mais na Exame