Valores a receber: greve no BC adia fase do programa 'dinheiro esquecido'

De acordo com o Banco Central, a greve dos servidores prejudicou o cronograma de desenvolvimento das melhorias do sistema
'Dinheiro esquecido': cronograma do programa Valores a receber, do Banco Central, será afetado pela greve dos servidores. (Exame/EXAME)
'Dinheiro esquecido': cronograma do programa Valores a receber, do Banco Central, será afetado pela greve dos servidores. (Exame/EXAME)
Por Da RedaçãoPublicado em 02/05/2022 15:03 | Última atualização em 02/05/2022 15:05Tempo de Leitura: 4 min de leitura

A greve dos servidores do Banco Central atrasou a segunda fase do programa ‘Dinheiro Esquecido’, que teria início no dia 2 de maio. Nesta nova fase, o Sistema de Valores a Receber (SRV)permitiria que as novas consultas fossem realizadas. Com a nova paralisação, aprovada na semana passada e que começará nesta terça-feira (3), o cronograma pode atrasar ainda mais.

De acordo com o BC, a greve prejudicou o cronograma de desenvolvimento das melhorias do Sistema de Valores a Receber. “O prazo de retorno do SVR, inicialmente previsto para 2 de maio, será adiado. A nova data será comunicada com a devida antecedência”, disse em nota.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso.

A primeira fase do programa terminou no dia 16 de abril. De acordo com o BC, estavam disponíveis para devolução R$ 3,9 bilhões. 

Um último balanço divulgado pelo BC afirmou que até o dia 24 de março, 2.852.109 de pessoas físicas e jurídicas solicitaram resgate de seus valores a receber, totalizando R$ 245.809.474,96. Entre as pessoas físicas que pediram a devolução, 2.516.990 solicitaram transferência via Pix, totalizando R$ 205.099.139,18, enquanto 328.947 preferiram receber os dados de contato das instituições financeiras, somando R$ 34.370.940,12.

Entre as pessoas jurídicas, 5.113 solicitaram a devolução dos valores via Pix (R$ 5.012.975,84) e 1.059 receberam dados de contato (R$ 1.326.419,82).

Como consultar o dinheiro esquecido em bancos

As consultas são feitas no site valoresareceber.bcb.gov.br. Todo o relacionamento do cidadão com o SVR é feito nesse espaço e não existe possibilidade de consulta no site principal do BC. 

Como resgatar o dinheiro esquecido em bancos

      Na data agendada no sistema do Banco Central, acesse novamente o site Valores a Receber e solicite a transferência. É neste momento que o consumidor saberá o montante disponível para transferência. O dinheiro deve ser depositado via Pix, TED ou DOC pelo banco em até 12 dias úteis.

      Se a pessoa tem dinheiro a receber é necessário fazer um cadastro no site Gov.br. Será exigido um cadastro nível prata ou ouro para solicitar os recursos. Não será possível acessar o sistema com login Registrato. Veja orientações abaixo:

        1. O que é a conta Gov.br

        Se você é do estado de São Paulo, uma boa comparação é com o Poupatempo digital. O portal gov.br é algo parecido.

        Você poderá criar a sua conta no portal gov.br e por meio de uma única senha conseguirá acessar vários serviços digitais do governo. Cada serviço público exige um nível de segurança diferente. São três níveis: ouro, prata e bronze.

        2. Como criar a conta

        Você pode criar sua conta pelo aplicativo ou pelo site. Se estiver no aplicativo, clique no botão "Entrar com gov.br"; e se estiver no site, clique no botão "Criar conta gov.br", em seguida digite seu CPF e siga as orientações para criar sua conta.

        3. Como receber o cadastro

        Escolha como você prefere receber a habilitação do cadastro: por e-mail ou SMS, enviado para o telefone cadastrado. Após receber o e-mail ou SMS de habilitação, é preciso clicar no link enviado para realizar a ativação da conta. Atenção: esse link é válido apenas por 15 minutos. Após esse prazo, será preciso realizar uma nova solicitação de envio.

        4. Criação de senha

        O último passo depois de clicar no link de ativação será informar novamente o CPF e escolher uma senha de acesso. Concluída essa etapa, você tem que clicar em "criar senha" e pronto. A conta no gov.br poderá ser utilizada para o cadastro no Fies (o programa de crédito estudantil), por exemplo, assim como para outros serviços do governo federal.

        5. Como fazer login no portal

        Com o cadastro pronto, o próximo passo é finalmente acessar a conta. Mais uma vez, acesse o portal do gov.br; clique em "acessar a sua conta gov.br"; informar o seu CPF e clicar em "próxima"; inserir a senha cadastrada e clicar em "entrar". Agora, é só utilizar a sua conta no site gov.br.

        6. Entenda o que é nível da conta

        Ao entrar na conta, o usuário vai saber qual é seu nível de segurança e confiabilidade. São três: ouro, prata e bronze. Eles se diferenciam em relação aos seguintes critérios: quais dados estão sendo validados e em quais bases de dados; quais serviços públicos podem ser acessados; e as transações digitais que podem ser realizadas.

        7. Valores a receber: nível Prata ou Ouro

        Para acessar o Sistema de Valores a Receber, do Banco Central, é necessário que a pessoa possua um login na plataforma Gov.br nível prata ou ouro. Caso o seu seja o Bronze, é possível solicitar uma mudança de nível. Feito isso, o usuário estará apto para acessar o novo site para saber se tem "dinheiro esquecido" em algum banco.