• AALR3 R$ 19,74 -0.30
  • AAPL34 R$ 73,40 -2.63
  • ABCB4 R$ 16,35 1.36
  • ABEV3 R$ 14,33 2.72
  • AERI3 R$ 3,95 -1.25
  • AESB3 R$ 10,74 1.32
  • AGRO3 R$ 31,55 1.61
  • ALPA4 R$ 22,28 1.97
  • ALSO3 R$ 19,14 0.53
  • ALUP11 R$ 26,21 1.79
  • AMAR3 R$ 2,16 6.93
  • AMBP3 R$ 28,19 -0.21
  • AMER3 R$ 22,22 2.87
  • AMZO34 R$ 70,86 2.25
  • ANIM3 R$ 4,97 2.26
  • ARZZ3 R$ 80,36 1.08
  • ASAI3 R$ 15,35 1.25
  • AZUL4 R$ 18,76 0.86
  • B3SA3 R$ 11,71 3.72
  • BBAS3 R$ 34,97 1.98
Abra sua conta no BTG

Preço de novos aluguéis no país caem pelo quarto mês consecutivo

Preço médio do aluguel, contudo, fica acima da inflação registrada no ano, aponta o índice FipeZap
Índice encerrou setembro com queda de 0,31%, inferior à inflação registrada pelo IPCA (0,64%) e IGP-M (4,78%) (Exame/Germano Lüders)
Índice encerrou setembro com queda de 0,31%, inferior à inflação registrada pelo IPCA (0,64%) e IGP-M (4,78%) (Exame/Germano Lüders)
Por Marília AlmeidaPublicado em 15/10/2020 05:00 | Última atualização em 20/10/2020 14:40Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O preço médio dos aluguéis de imóveis no país teve queda pela quarta vez consecutiva no mês de setembro. Dados do índice FipeZap apontam que houve baixa nominal de 0,31% na comparação com agosto. A variação ficou abaixo da inflação registrada no período, tanto pelo IPCA (+0,64%) quanto pelo IGP-M (+4,78%). 

A queda no índice pode ser explicada pela baixa no preço do aluguel das principais capitais brasileiras: Fortaleza (-1,17%), Salvador (-1,11%), Florianópolis (-0,97%), Curitiba (-0,59%), São Paulo (-0,55%) e Porto Alegre (-0,33%). Apenas duas capitais registraram preços mais altos. Em Brasília os preços aumentaram 0,61%; enquanto em Recife subiram 0,30%.

Variação de preço nos últimos 12 meses

Nos últimos 12 meses, o índice reduziu a alta acumulada para 3,20% - quase se equiparando à inflação medida pelo IPCA (3,14%), mas não a calculada pelo IGP-M/FGV (17,94%).

À exceção de Fortaleza, onde o índice registra ligeira queda 0,99%, e de Salvador, com recuo de 0,34%, as demais capitais monitoradas ainda registram elevação nominal de preço em 12 meses.

A alta é liderada por Recife (+9,50%). A capital de Pernambuco é seguida por Brasília (+8,87%), Belo Horizonte (+8,39%), Goiânia (+5,62%), Porto Alegre (+4,47%), Florianópolis (+3,28%), Curitiba (+2,52%), São Paulo (+2,45%) e Rio de Janeiro (+0,43%).

Preço médio da locação

Ao analisar as 25 cidades monitoradas, o preço médio do aluguel encerrou o mês de setembro em R$ 30,40 por metro quadrado. Entre as 11 capitais monitoradas, São Paulo se manteve como a capital com o preço médio de locação residencial mais elevado (R$ 40,34/m²), seguida pelos valores médios registrados em Brasília (R$ 32,53/m²), Recife (R$ 30,73/m²) e Rio de Janeiro (R$ 30,42/m²).

Já entre as capitais com menor valor de locação residencial no mês, destacaram-se: Fortaleza (R$ 17,09/m²), Goiânia (R$ 17,70/m²), Curitiba (R$ 20,69/m²) e Salvador (R$ 23,65/m²).

Veja abaixo a variação do aluguel em setembro nas principais cidades: 

Cidade Variação em setembro Variação em 12 meses Preço médio
São Paulo -0,55 2,45 40,34
Rio de Janeiro -0,23 0,43 30,42
Brasília 0,61 8,87 32,53
Salvador -1,11 -0,34 23,65
Porto Alegre -0,33 4,47 24,78
Curitiba -0,59 2,52 20,69
Belo Horizonte -0,19 8,39 23,87
Recife 0,30 9,50 30,73
Fortaleza -1,17 -0,99 17,09
Florianópolis -0,97 3,28 26,45
Goiânia -0,28 5,62 17,7
IPCA 0,64 3,14 (-)
IGP-M 4,34 17,94 (-)
Fipezap -0,31 3,20 30,4