Invest

IPVA 2024: valor já está disponível para consulta e pagamento em SP

Proprietários podem conferir o valor do imposto com o número do Renavam e da placa do veículo

IPVA 2024: consulta pode ser feita nos terminais de autoatendimento, internet banking e aplicativos de celular disponibilizados pelos bancos (Carl Court/Getty Images)

IPVA 2024: consulta pode ser feita nos terminais de autoatendimento, internet banking e aplicativos de celular disponibilizados pelos bancos (Carl Court/Getty Images)

Beatriz Quesada
Beatriz Quesada

Repórter de Invest

Publicado em 27 de dezembro de 2023 às 13h41.

Última atualização em 27 de dezembro de 2023 às 13h53.

Os proprietários de veículos registrados no Estado de São Paulo já podem conferir o valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2024 em toda a rede bancária. 

A consulta pode ser feita nos terminais de autoatendimento, internet banking e aplicativos de celular disponibilizados pelos bancos. Para acessar, é preciso informar o número do Renavam. 

A verificação também é possível diretamente no portal da Secretaria da Fazenda e Planejamento (Sefaz-SP), informando o número do Renavam e placa do veículo. 

O proprietário tem até a data de vencimento da placa para quitar o imposto que, em 2024, também poderá ser pago via Pix. 

Ca​​lendário de pagamento

Em janeiro, é possível antecipar o pagamento em cota única, com desconto de 3%. Também em janeiro é a data para quem decidir pagar tributo parcelado, devendo recolher a primeira parcela. É possível pagar o imposto em até cinco vezes.

Os proprietários poderão escolher entre as seguintes formas de pagamento com vencimentos de acordo com o final de placa:​​ 

  • À vista
  • - Cota única em janeiro com desconto de 3%;
  • - Cota única em fevereiro, sem desconto;
  • Parcelamento, sem desconto, cota mínima de R$ 70,72
  • - Em 3 vezes, de janeiro a março (IPVA entre R$ 212,16 e R$ 282,87);
  • - Em 4 vezes, de janeiro a abril (IPVA entre R$ 282,88 e R$ 353,59);
  • - Em 5 vezes, de janeiro a maio (IPVA acima de R$ 353,60).

​Os caminhões têm prazos diferenciados: para o pagamento integral em janeiro é concedido desconto de 3%. Aos que escolherem pagar em cota única, sem desconto, o vencimento será em 19 de abril. Para os proprietários que optarem pelo parcelamento em três, quatro ou cinco vezes, sem desconto, os vencimentos são em 20 de março, 20 de maio, 20 de julho, 20 de agosto e 20 de setembro (veja as tabelas completas abaixo).

O calendário para o pagamento do IPVA de caminhões segue os mesmos vencimentos da coluna janeiro acima, e também concede o desconto de 3% quando se trata do pagamento integral. Entretanto, para os donos que optarem pelo parcelamento sem desconto, os vencimentos são em 20 de março, 20 de maio, 20 de julho, 20 de agosto e 20 de setembro.​

Atraso de pagamento

Quem não pagar o IPVA, fica sujeito a multa de 0,33% por dia de atraso e juros de mora com base na taxa Selic - que atualmente está em 11,75%. Passados 60 dias, o percentual da multa fixa-se em 20% do valor do imposto.

Em caso de persistência da inadimplência do IPVA, o débito será registrado na Dívida Ativa, resultando na inclusão do nome do proprietário no Cadin Estadual. Isso acarreta a impossibilidade de usufruir de eventuais créditos, uma vez que a solicitação da Nota Fiscal Paulista fica vedada. Com o débito de IPVA na Dívida Ativa, a Procuradoria Geral do Estado tem a prerrogativa de cobrá-lo por meio de protesto.

A inadimplência do IPVA não apenas impede o processo de novo licenciamento do veículo, mas também sujeita o proprietário a penalidades. Após o prazo estabelecido pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para o licenciamento, o veículo pode ser apreendido, acarretando em multa aplicada pela autoridade de trânsito e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Como pagar o IPVA?

Os contribuintes têm três opções de pagamento do IPVA 2024: pagar em cota única no mês de janeiro, com desconto de 3%; quitar o IPVA integralmente em fevereiro, mas sem desconto; parcelar o tributo em até cinco vezes (nos meses de janeiro, fevereiro, março, abril e maio). Os proprietários que desejam antecipar o licenciamento anual deverão quitar todos os débitos que recaiam sobre o veículo, incluindo o IPVA, a taxa de licenciamento e, se for o caso, multas de trânsito.

Para pagar o IPVA 2024, o contribuinte pode consultar uma rede bancária credenciada e utilizar o número do Registro Nacional de Veículo Automotor (Renavam). Neste caso, é possível pagar pela internet ou débito agendado, nos terminais de autoatendimento ou outros canais oferecidos pela instituição bancária. O imposto também pode ser pago em casas lotéricas e nas empresas credenciadas à Sefaz-SP, que aceitarão cartão de crédito.

Há ainda a modalidade de pagamento via PIX. Nesta forma, o contribuinte precisa entrar na página do IPVA na plataforma do Sefaz-SP, informar os dados do veículo e gerar o QR Code para pagamento — lembrando que este código tem validade de 15 minutos. Não tendo sido pago, será necessário emitir um novo QR code. Ao ler o código com o aplicativo de banco, o destino que deve aparecer é “Secretaria da Fazenda e Planejamento", sob o CNPJ 46.377.222/0003-90 em conta do Banco do Brasil.

Como é feita a tabela Fipe?

A tabela Fipe é feita com base em 12.642 modelos e versões de veículos de todas as marcas. A pesquisa baseia-se nos valores de mercado de setembro de 2023, comparada ao mesmo período de 2022. Neste ano, como resultado, o levantamento identificou uma queda de preços de venda para automóveis, que apresentou recuo de 5,11%.

Já as camionetas e utilitários tiveram queda de 4,35%, seguidos de motos, com redução de 2,26%. Os preços de venda de caminhões subiram 0,52% e ônibus e micro-ônibus fecharam 0,69% acima do valor apurado no ano anterior.

Frota de veículos em São Paulo

Segundo informações divulgadas pelo governo de São Paulo, a frota total de veículos no estado alcança aproximadamente 28,3 milhões. Desse contingente, 18,5 milhões estão sujeitos ao pagamento do IPVA, enquanto 8,9 milhões são isentos devido à sua fabricação há mais de duas décadas.

Entre os veículos isentos, imunes ou dispensados do tributo estão cerca de 900 mil, englobando categorias como taxistas, pessoas com deficiência, entidades religiosas, organizações sem fins lucrativos, veículos oficiais, ônibus e micro-ônibus urbanos.

No ano de 2024, as projeções da Fazenda apontam para uma arrecadação de R$ 27,6 bilhões provenientes do IPVA. Após deduções destinadas a fins constitucionais, como o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), a quantia remanescente é dividida equitativamente:

  • Metade para os municípios de registro dos veículos, condicionada à correspondência com o local de domicílio ou residência dos proprietários.
  • Metade para o estado, que serão direcionados pelo governo para investimentos em infraestrutura e aprimoramento dos serviços públicos, incluindo os setores de saúde e educação.

Confira as últimas notícias de Invest:

Acompanhe tudo sobre:IPVACarrosdicas-de-financas-pessoais

Mais de Invest

Como cancelar cartão de crédito? Confira passo a passo

"O Fed errou muito nos últimos anos e precisa mudar de postura", diz Luiz Fernando Figueiredo

Bolsas da Europa fecham em baixa, devolvendo parte dos ganhos após recordes recentes

Walmart (WALM34) registra lucro líquido de US$ 5,1 bilhões e supera expectativas no 1T24

Mais na Exame