• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Corretora lança compra programada de dólar para evitar susto na viagem

Por US$ 15 por mês, é possível comprar moeda estrangeira aos poucos, o que reduz o risco cambial e permite que os turistas voltem do exterior sem dívidas
Dólares: o valor mínimo a ser contratado é de 500 reais e o máximo, de 3000 reais (Thinkstock/Thinkstock)
Dólares: o valor mínimo a ser contratado é de 500 reais e o máximo, de 3000 reais (Thinkstock/Thinkstock)
Por Natália FlachPublicado em 14/12/2019 07:30 | Última atualização em 14/12/2019 08:30Tempo de Leitura: 2 min de leitura

São Paulo - Comprar moeda estrangeira é, em geral, o último item da lista de afazeres de quem planeja fazer uma viagem internacional. Dez em cada dez especialistas dizem que isso é errado e recomendam comprar aos poucos — até porque, com o dólar rondando a casa dos 4,20 reais, deixar para última hora pode significar um rombo inesperado no orçamento. Para ajudar os turistas a se organizar, o grupo Travelex Confidence acaba de lançar o serviço chamado "câmbio programado", que permite que o viajante agende a compra de dólar e de euro durante um prazo determinado.

Para contratar o serviço, o viajante precisa ligar para a central de atendimento, informar alguns dados e assinar um contrato indicando a duração (que pode variar de quatro a 12 meses) e o valor a ser convertido por mês. O mínimo é 500 reais e o máximo, 3000 reais. A princípio, o serviço está disponível apenas para compra de moeda em espécie, mas, em um segundo momento, também será possível depositar a quantia em cartões pré-pago.

Feito isso, o cliente passará a receber por mês um boleto com o valor em reais a ser quitado. "Assim que recebemos a confirmação do pagamento, fazemos a conversão usando a taxa comercial (Ptax) do dia anterior", afirma Jorge Arbex, superintendente executivo de planejamento estratégico do grupo. É bom lembrar que, na compra da moeda em espécie, há incidência de 1,10% de imposto de operações de crédito (IOF) — no cartão pré-pago o IOF é de 6,38%.

O grupo cobra uma taxa de 15 dólares por mês durante o período da prestação de serviço. "A vantagem é que, com o 'câmbio programado', o cliente minimiza o risco cambial e ainda volta da viagem sem dívidas." Os dólares ou euros adquiridos podem ser retirados em uma das lojas de câmbio do grupo ou entregues na casa do cliente — facilidade disponível em algumas cidades. "A qualquer momento, o cliente pode cancelar o contrato sem custos."