Live icon 

ELEIÇÕES 2022:  

Lula e Bolsonaro vão disputar o segundo turno Veja agora.

Suzano (SUZB3) tem queda de 98% no lucro com impacto do dólar sobre a dívida

A vilã do segundo trimestre foi a despesa financeira líquida da companhia, que totalizou R$ 6,97 bilhões
 (Germano Lüders/Exame)
(Germano Lüders/Exame)
Karla Mamona
Karla Mamona

Publicado em 27/07/2022 às 18:53.

Última atualização em 27/07/2022 às 19:14.

A Suzano (SUZB3) divulgou nesta quarta-feira, 27, que teve lucro líquido de R$ 182 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 98% na comparação com o mesmo período de 2021, quando a companhia registrou lucro líquido de R$ 10,03 bilhões. Frente ao primeiro trimestre desse ano, a queda também foi de 98%.

A vilã do segundo trimestre foi a despesa financeira líquida da companhia, que totalizou R$ 6,97 bilhões — em igual período do ano passado, a Suzano teve receita financeira R$ 9,74 bilhões.

A companhia sofreu a queda pela variação monetária que trouxe um impacto negativo sobre a dívida de R$ 4,46 bilhões. Além disso, o resultado das operações com derivativos ficou negativo em R$ 1,57 bilhão. Todas estas linhas eram positivas tanto no primeiro trimestre desse ano como no mesmo período do ano passado.

O dólar fechou em R$ 5,23 em 30 de junho, comparado a R$ 4,576 do encerramento de março e a R$ 4,94 em junho de 2021.

A receita líquida da companhia teve alta de 17% na comparação como o igual período de 2021 e somou R$ 11,52 bilhões. O Ebitda ajustado teve alta de 6% para R$ 6,30 bilhões. Entretanto, a margem Ebitda recuou de 60% para 55%.

A relação entre dívida liquida e o Ebitda ajustado em 2,3 vezes. A dívida bruta da Suzano terminou março em R$ 75,2 bilhões para um caixa de R$ 20,3 bilhões. "A geração de caixa operacional da companhia avançou 2% na comparação anual para R$ 5 bilhões — alta de 30% na comparação com o três primeiros meses de 2022."