Invest

Suzano (SUZB3) convoca assembleia para deliberar incorporação de controladas

A AGE da Suzano acontecerá no dia 29 de setembro de 2022, e falará sobre a incorporação com transferência de todo o patrimônio líquido, e consequentemente extinção das 15 empresas

Suzano (SUZB3) realizará assembleia geral extraordinária (Germano Lüders/Exame)

Suzano (SUZB3) realizará assembleia geral extraordinária (Germano Lüders/Exame)

A Suzano (SUZB3) comunicou ao mercado nesta segunda-feira, 29, que realizará uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para deliberar a incorporação de companhias das quais é controladora direta ou indiretamente de 100% das ações representativas.

A AGE da Suzano acontecerá às 11h00 do dia 29 de setembro de 2022, e falará sobre a incorporação com transferência de todo o patrimônio líquido, e consequentemente extinção das Sociedades Objeto, à Companhia das seguintes controladas:

  • Suzano Trading Ltd.;
  • Rio Verde Participações e Propriedades Rurais S.A.;
  • Caravelas Florestal S.A.;
  • Vitex SP Participações S.A.;
  • Parkia SP Participações S.A.;
  • Sobrasil Comercial S.A.;
  • Vitex ES Participações S.A.;
  • Parkia ES Participações S.A.;
  • Claraíba Comercial S.A.;
  • Vitex BA Participações S.A.;
  • Parkia BA Participações S.A.;
  • Garacuí Comercial S.A.;
  • Vitex MS Participações S.A.;
  • Parkia MS Participações S.A.;
  • Duas Marias Comercial S.A.

A Suzano afirma por meio do fato relevante publicado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que os principais benefícios das incorporações para a companhia serão a captura de ganhos de eficiência sobre custos administrativos, a otimização de gestão e estrutura societária mais simples.

Além dos benefícios previstos, a companhia também fez uma projeção de riscos causados pela incorporação das controladas. Porém, como a Suzano já é titular de 100% das ações representativas dessas empresas, a companhia não identifica fatores de risco causados pela operação.

A estimativa de custo total à companhia para as incorporações é de R$ 501.187,00, já inclusas as despesas com publicações, registros, auditores, avaliadores, advogados e outros profissionais a serem contratados para assessor na operação.

Por conta da Suzano ser titular direta ou indiretamente de 100% do capital social das companhias incorporadas, não haverá aumento em seu capital social, consequentemente, não haverá quaisquer relação de substituição de ações.

Resultados da Suzano no 2T22

No segundo trimestre do ano a Suzano registrou um lucro líquido de R$ 182 milhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) da companhia nos meses de abril a junho foi de R$ 6,3 bilhões, número que representa uma alta de 6% num comparativo com o mesmo período no ano passado.

A receita líquida da Suzano foi de R$ 11,5 bilhões no segundo trimestre, uma alta de 17% num comparativo ano ao ano.

Acompanhe tudo sobre:Papel e CelulosesuzanoSUZB3SUZB5SUZB6

Mais de Invest

Resultado da Mega-Sena concurso 2716; prêmio é de R$ 2,5 milhões

Lucro da Tesla recua 48% no 1º tri, mas expectativa por carros mais acessíveis anima investidor

Na ‘guerra fria’ entre China e EUA, quem sai ganhando é o Brasil?

Receba dividendos em dólar: veja como aproveitar a alta do dólar com ações americanas

Mais na Exame