Acompanhe:

Rock in Rio: do que são feitas as embalagens sustentáveis do Ifood e Suzano

As embalagens utilizadas no Rock In Rio retornam como matéria-prima para o processo produtivo sendo utilizadas para a fabricação de novos produtos. Ideia é também ampliar o uso em restaurantes parceiros

Modo escuro

Continua após a publicidade
Embalagem da Suzano e Ifood para o Rock in Rio (//Divulgação)

Embalagem da Suzano e Ifood para o Rock in Rio (//Divulgação)

M
Marina Filippe

Publicado em 31 de agosto de 2022 às, 10h00.

Última atualização em 31 de agosto de 2022 às, 10h18.

Como delivery oficial do Rock in Rio Brasil 2022, a plataforma de entregas iFood e a fabricante de papel e celulose Suzano vão disponibilizar mais de 230 mil embalagens sustentáveis, feitas de papel 100% reciclável, com matéria-prima de fonte renovável, biodegradável e livre de plástico.

Receba gratuitamente a newsletter da EXAME sobre ESG. Inscreva-se aqui

As embalagens serão utilizadas na área de alimentação do festival, a Gourmet Square, e para garantir a circularidade todos os resíduos recolhidos serão destinados para a reciclagem e reutilizados como matéria-prima para confecção de outros itens.

"Nosso foco está em encontrar soluções sustentáveis que substituam o plástico no delivery e essa embalagem é a materialização disso e o Rock in Rio é o palco ideal para estimular, com diferentes públicos, a importância da circularidade, da redução do uso de plástico e de um consumo cada vez mais consciente. Além disso, desenvolvemos soluções no app do iFood para reduzir o envio de plástico nos pedidos e investimos em projetos de reciclagem para atingir nosso compromisso de zerar a poluição plástica das nossas operações em 2025", diz André Borges, head de sustentabilidade do iFood.

A iniciativa faz parte de um conjunto de ações do iFood Regenera, programa de metas ambientais do iFood, que trabalha para zerar a poluição plástica nas operações de delivery e neutralizar a emissão de carbono até 2025. Segundo o iFood, a medida é um ponto de partida para implantação das embalagens no delivery.

"Além das mais de 230 mil embalagens sustentáveis que irão para o Rock in Rio, estamos destinando outras 61 mil unidades para alguns restaurantes começarem a implantar na sua cadeira produtiva. A intenção é que o projeto ganhe a aderência dos  restaurantes parceiros para ampliar o uso de embalagens sustentáveis no delivery", afirma Borges.

A ação no Rock in Rio também reforça um dos compromissos da Suzano em oferecer, até 2030, 10 milhões de toneladas de produtos de origem renovável, desenvolvidos a partir da biomassa de eucalipto, para substituir plásticos e outros derivados do petróleo.

“Nosso propósito é ‘Renovar a vida a partir da árvore’, oferecendo soluções positivas não somente para a sociedade, quanto para o meio ambiente, e temos fortalecido nosso objetivo por meio de parceiros que seguem na mesma direção. A Suzano está no Rock in Rio para provocar o consumidor final a refletir sobre a importância das suas escolhas e reforçar o protagonismo de cada um na construção de um futuro sustentável”, diz Fabio Almeida, diretor executivo da Unidade de Papel e Embalagem da Suzano.

Para incentivar o descarte correto das embalagens de papel, a Suzano terá seis máquinas de coleta com telas touch screen indicando o passo a passo de como realizar o descarte. Todas as embalagens de papel utilizadas no festival estarão identificadas por um código de barras e, para ganhar brindes exclusivos, o público deve fazer o descarte correto de uma Embalagem do Futuro ou um copo de papel da Suzano, ambos feitos com o BlueCup Bio ® - produto da linha de papelcartão da companhia feito de fonte renovável - juntamente com outro resíduo de papel nas máquinas.

No fim do evento, todas as embalagens coletadas serão destinadas ao tratamento correto para iniciar o processo de reciclagem. Com isso, as embalagens utilizadas no Rock In Rio retornam como matéria-prima para o processo produtivo sendo utilizadas para a fabricação de novos produtos que retornam para as mãos dos consumidores.

O desenvolvimento das embalagens começou há um ano, quando as empresas lançaram o Desafio Embalagem do Futuro, que incentivava o desenvolvimento de projetos de embalagens para entregas de alimentos à domicílio produzidas a partir do uso exclusivo papel Bluecup Bio®.

O produto, que é 100% nacional, é revestido com resina biodegradável à base de água e livre de plásticos. A matéria-prima é de fibras virgens de florestas renováveis de eucalipto, que possuem baixa absorção lateral sem transferência de odor ou gosto para os alimentos.

A Suzano também oferecerá 70 mil copos de papel ao público presente no festival nos quatro bebedouros espalhados pelo evento. A entrega dos copos será feita por promotores que também indicarão o descarte correto do produto após o uso.

 

Últimas Notícias

Ver mais
Energias renováveis movimentam R$ 50 bilhões em fusões e aquisições em 10 anos
ESG

Energias renováveis movimentam R$ 50 bilhões em fusões e aquisições em 10 anos

Há 8 horas

Fórum do G20 debate alternativas para financiamentos climáticos
ESG

Fórum do G20 debate alternativas para financiamentos climáticos

Há 9 horas

Sintomas da menopausa afetam trabalho das mulheres e apoio na empresa é fundamental, diz Korn Ferry
ESG

Sintomas da menopausa afetam trabalho das mulheres e apoio na empresa é fundamental, diz Korn Ferry

Há 10 horas

Catar quer aumentar produção de gás natural em 85% até 2030
ESG

Catar quer aumentar produção de gás natural em 85% até 2030

Há 14 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais