Sequoia tem alta de 120% em seis meses e anuncia oferta de até R$ 1 bi

Maior empresa independente de logística do país pretende levantar recursos para novas aquisições, além de 'dar nova saída' para fundo Warburg Pincus
Centro de distribuição da Sequoia Logística: nova oferta para levantar recursos para investimentos (Sequoia/Divulgação)
Centro de distribuição da Sequoia Logística: nova oferta para levantar recursos para investimentos (Sequoia/Divulgação)
D
Da Redação

Publicado em 06/04/2021 às 10:20.

Última atualização em 06/04/2021 às 21:48.

Centro de distribuição da Sequoia Logística em Embu das Artes, na região metropolitana de São PauloA Sequoia (SEQL3) anunciou ao mercado nesta terça-feira, 6, que vai realizar uma oferta subsequente de ações para captar até 975 milhões de reais, com base no preço de fechamento da ação em 27,27 reais na véspera e a colocação integral de lotes adicionais. Sem os lotes, a oferta pode captar 722 milhões de reais.

As ações da Sequoia subiram 120% em seis meses, desde o IPO (oferta pública inicial, na sigla em inglês) no começo de outubro de 2020.

É a maior empresa independente de logística do país, com quase 20% de participação do mercado e crescimento de 35% ao ano com entregas para e-commerce.

A oferta estará aberta para acionistas que queiram subscrever as ações dentro do limite de proporção de suas respectivas participações e para investidores qualificados, ou seja, com ao menos 10 milhões de reais em investimentos.

Serão 8.287.293 novas ações a serem emitidas na oferta primária e, inicialmente, 18.194.242 de ações hoje em poder da empresa de private equity Warburg Pincus. O preço será definido após a conclusão da coleta de intenções de investimento junto a investidores profissionais.

A empresa de logística anunciou há duas semanas a compra da Plimor, uma transportadora do sul do país com foco em entregas expressas. Foi a quarta aquisição desde dezembro passado.

Com dinheiro em caixa depois da oferta pública inicial que movimentou 1 bilhão de reais, a Sequoia tem um pipeline com novas aquisições em negociação. Para maio, a empresa espera concluir mais uma compra.

Os recursos levantados com a oferta primária serão destinados para aquisições, além de investimentos em automação logística e novas tecnologias, segundo o fato relevante.