Acompanhe:

A Suzano (SUZB3) figura como a segunda maior queda no pregão desta segunda-feira, 29 — atrás somente da Gol (GOLL4), que segue negativamente impactada pelo anúncio de recuperação judicial. Por volta das 13h, os papéis da empresa de celulose caiam 3,97%, cotados a R$ 50,81.

Isso acontece porque, na sexta-feira, depois do fechamento do mercado, a Suzano anunciou duas aprovações feitas pelo conselho de administração: o cancelamento de 20 milhões de ações ordinárias e um novo programa de recompra de ações.

Cancelamento e recompra das ações SUZB3

Em fato relevante, a companhia destaca que o entendimento do conselho é de que a situação financeira da Suzano é compatível com a aquisição de até 40 milhões de papéis no Programa Janeiro/2024. “Não sendo vislumbrado qualquer impacto no cumprimento das obrigações assumidas com credores, e no pagamento de dividendos obrigatórios, fixos ou mínimos, tendo em vista a situação de liquidez e geração de caixa.”

Quanto ao cancelamento de 20 milhões de ações, atualmente mantidas em tesouraria, o documento destaca que o capital social da Suzano de R$ 9,2 bilhões passa a ser dividido em 1,3 bilhão de ações ordinárias. “Oportunamente será convocada Assembleia Geral Extraordinária para ajustar o número de ações em que se divide o capital social constante”, diz o documento.

Confira as últimas notícias de Invest:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Brasil sofre duas vezes com a alta do petróleo, diz Alexandre Silverio, CEO da Tenax Capital
seloMercados

Brasil sofre duas vezes com a alta do petróleo, diz Alexandre Silverio, CEO da Tenax Capital

Há um dia

Itaú vê espaço para consolidação no setor de saúde e aponta quem irá liderar de M&As
seloMercados

Itaú vê espaço para consolidação no setor de saúde e aponta quem irá liderar de M&As

Há um dia

Ibovespa cai e fecha no pior patamar do ano com ataque de Irã a Israel e mudança de meta fiscal
seloMercados

Ibovespa cai e fecha no pior patamar do ano com ataque de Irã a Israel e mudança de meta fiscal

Há 2 dias

Investidores millennials e da geração Z preferem criptomoedas a ações, mostra pesquisa
Future of Money

Investidores millennials e da geração Z preferem criptomoedas a ações, mostra pesquisa

Há 5 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais