Acompanhe:

As ações da Gol (GOLL4) lideram as quedas do Ibovespa desta sexta-feira, 26. Por volta das 10h45, os papéis da aérea caíam 10,87%, cotados a R$ 5,74. Isso porque, na véspera, a companhia anunciou que está entrando com um pedido de recuperação no Tribunal de Falências dos Estados Unidos, com um compromisso de financiamento de US$ 950 milhões.

A recuperação judicial da Gol não foi uma surpresa para o mercado, sendo apenas mais um capítulo da novela que começou há cerca de seis meses. A companhia enfrenta sérios problemas de fluxo de caixa — em consequência da pandemia — e está, desde então, tentando reestruturar a dívida de R$ 20 bilhões com arrendadores de aviões e credores financeiros.

“Fizemos progressos notáveis até agora e acreditamos que este processo permitirá endereçar os desafios gerados pela pandemia, ao mesmo tempo que mantemos o elevado padrão dos serviços que oferecemos aos clientes. Este processo permitirá à Gol expandir ainda mais sua posição como uma das principais companhias aéreas da América Latina, mantendo, ao mesmo tempo, o propósito de ‘Ser a Primeira para Todos’”, disse Celso Ferrer, CEO da aérea, em fato relevante.

Gol (GOLL4) quer aumentar capacidade

Em relatório, os analistas do BTG Pactual (mesmo grupo controlador da EXAME) destacam que o pedido de recuperação judicial da Gol tem diferenças com outros relacionados à pandemia. “A Latam conseguiu reduzir sua dívida bruta em cerca de 40% por meio do processo. Mas o pedido da Gol é um pouco diferente.”

Eles pontuam que a concorrente da GOLL4 entrou com o pedido de Chapter11 no meio da pandemia, em um momento em que as companhias aéreas buscavam reduzir a capacidade. Agora, a Gol vai pelo caminho oposto, na busca pelo apoio financeiro a fim de aumentar a capacidade em meio à demanda em recuperação e restrições de fornecimento de aeronaves.

"Atualmente, a empresa tem mais de 20 aeronaves ociosas que necessitam de manutenção, e a Gol está ativamente explorando alternativas de financiamento para atender a essas necessidades", dizem os analistas.

Consequências da recuperação judicial da Gol

Ainda segundo os analistas do BTG, o pedido de recuperação judicial da Gol deve gerar consequências não apenas à companhia, mas mesmo para o setor aéreo brasileiro. Deste modo, eles listam três possíveis impactos dessa situação:

  • aumento da pressão sobre o governo para resolver reivindicações antigas do setor, como fornecer liquidez às empresas locais. “Acreditamos que o governo possa estar interessado em fornecer liquidez ao setor para evitar uma maior interrupção da capacidade, o que aumentaria ainda mais as tarifas aéreas”;
  • redução capacidade de um dígito é um pressuposto razoável;
  • diluição adicional de capital é provável, mas a magnitude depende de quanto a empresa pode levantar.

Confira as últimas notícias de Invest:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Petz (PETZ3) salta até 46% após anúncio de fusão e ganha R$ 700 mi em valor de mercado
seloMercados

Petz (PETZ3) salta até 46% após anúncio de fusão e ganha R$ 700 mi em valor de mercado

Há 9 horas

Ibovespa sobe em dia de disparada da Petz, mas tem 3ª queda semanal; Emae cai após privatização
seloMercados

Ibovespa sobe em dia de disparada da Petz, mas tem 3ª queda semanal; Emae cai após privatização

Há 10 horas

Ibovespa fecha estável e encerra maior sequência de quedas do ano
seloMercados

Ibovespa fecha estável e encerra maior sequência de quedas do ano

Há um dia

Privatização da Sabesp e balanços de Netflix e TSMC: 3 assuntos que movem o mercado
seloMercados

Privatização da Sabesp e balanços de Netflix e TSMC: 3 assuntos que movem o mercado

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais