Invest

Produção industrial cresce 6,7% na China em abril e anima investidores

Melhorias na indústria podem ser prejudicadas pelas crescentes tensões com os EUA

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 17 de maio de 2024 às 07h06.

Última atualização em 17 de maio de 2024 às 07h54.

A recuperação econômica da China se voltou ainda mais para o setor industrial.

Enquanto o crescimento dos gastos dos consumidores diminuiu inesperadamente para 2,3% em abril frente ao mesmo período de 2023 (o ritmo mais lento desde 2022), a produção industrial aumentou 6,7% em relação ao mesmo mês do ano anterior, número maior que o esperado, informou o National Bureau of Statistics na sexta-feira.

De acordo com a Bloomberg, a recuperação desequilibrada da China foi liderada por melhorias nas exportações e na indústria, que podem ser prejudicadas pelas crescentes tensões comerciais com EUA e Europa. Enquanto isso, o setor imobiliário se deteriorou em todos os setores. Na sexta-feira, Pequim anunciou novos planos para fortalecê-lo, flexibilizando as regras para os mutuários e prometendo fundos públicos para a compra de casas.

As ações do setor imobiliário chinês se recuperaram com as novas regras de hipoteca e pagamento de entrada, fazendo com que a Bolsa de Hong Kong subisse 0,9%. Já a Bolsa de Xangai subiu 1%.

O foco do Partido Comunista em aumentar a oferta de produtos relacionados à energia alimentou as reclamações dos EUA e da União Europeia de que há uma "enxurrada de produtos baratos" vindos do gigante asiático e que isso está ameaçando empregos em seus mercados domésticos. O governo Biden anunciou nesta semana uma tarifa de 100% sobre veículos elétricos e outras exportações que Pequim, por exemplo, numa batalha comercial que está apenas começando

Acompanhe tudo sobre:China

Mais de Invest

Dinheiro esquecido: mais de R$ 8 bi estão disponíveis para devolução; veja como sacar

Quanto devo investir para ter uma aposentadoria de R$ 10 mil?

Quanto rende R$ 1 milhão a 110% do CDI?

É obrigatório contratar advogado para fazer um testamento?

Mais na Exame