Acompanhe:

Lucro líquido da Vibra (VBBR3) sobe 85%, mas variação do petróleo pesa no resultado

O lucro líquido da distribuidora de energia chegou a R$ 707 milhões no trimestre, mas a margem Ebitda caiu 0,1 p.p

Modo escuro

Continua após a publicidade
Vibra (VBBR3), dona da rede de postos BR, reportou lucro 85% maior no segundo trimestre (foto/Divulgação)

Vibra (VBBR3), dona da rede de postos BR, reportou lucro 85% maior no segundo trimestre (foto/Divulgação)

D
Da redação, com agências

Publicado em 15 de agosto de 2022 às, 20h17.

A Vibra Energia (VBBR3), antiga BR Distribuidora, reportou lucro líquido de R$ 707 milhões no segundo trimestre, o que corresponde a uma alta de 85,1% em relação a igual período de 2021.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da empresa foi recorde e alcançou R$ 1,61 bilhão, alta de 58,3% ante o montante reportado no segundo trimestre de 2021. Já a margem Ebitda ajustada recuou para 3,4% no período, ante 3,5% no segundo trimestre de 2021.

A receita líquida da companhia somou R$ 47,15 bilhões no segundo trimestre deste ano, alta de 62,5% em relação a igual período do ano passado e de 22,9% ante trimestre imediatamente anterior.

Em nota, a companhia atribuiu o resultado de Ebitda à alta da cotação internacional do petróleo no período, aliada ao que definiu como aumento histórico das margens de refino ("crack spread", em inglês) do diesel.

Essa mudança repentina do nível dos preços provocou "efeitos não recorrentes" para os resultados da empresa no período, que foram parcialmente compensados por despesas de hedge de operações de importação iniciadas ainda no primeiro trimestre, mas cujo impacto no Ebitda foi considerado entre abril e junho, relata em comunicado.

Na linha de resultado financeiro, a empresa teve um prejuízo de R$ 614 milhões, o que representa uma piora de 741% em relação ao mesmo trimestre de 2021. O endividamento líquido alcançou R$ 13,3 bilhões, um aumento de 30,2% frente ao segundo trimestre de ano passado, e a alavancagem (relação de dívida líquida e Ebitda) chegou a 2,4 vezes no fim do período.

(Com Estadão Conteúdo)

Últimas Notícias

Ver mais
Preço do etanol sobe 3,20% na 1ª quinzena de abril, mostra IPTL
Economia

Preço do etanol sobe 3,20% na 1ª quinzena de abril, mostra IPTL

Há 7 horas

UnitedHealth tem prejuízo de US$ 1,41 bi no 1T24, mas surpreende no resultado ajustado
seloMercados

UnitedHealth tem prejuízo de US$ 1,41 bi no 1T24, mas surpreende no resultado ajustado

Há 11 horas

Johnson & Johnson tem lucro de US$ 5,35 bi e US$ 21,38 bi em vendas no 1T24
seloMercados

Johnson & Johnson tem lucro de US$ 5,35 bi e US$ 21,38 bi em vendas no 1T24

Há 11 horas

Morgan Stanley tem lucro de US$ 3,4 bilhões e receita de US$ 15,1 bilhões no 1T24
seloMercados

Morgan Stanley tem lucro de US$ 3,4 bilhões e receita de US$ 15,1 bilhões no 1T24

Há 11 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais