Invest

Lucro líquido da Atom, de educação financeira, cresce 65% em 2022

Companhia também anunciou dividendos de R$ 7,5 milhões e estuda fazer programa de recompra de ações

Paifer: crescimento da base alunos mostra o valor de todo o conteúdo (Divulgação/Divulgação)

Paifer: crescimento da base alunos mostra o valor de todo o conteúdo (Divulgação/Divulgação)

Raquel Brandão
Raquel Brandão

Repórter Exame IN

Publicado em 14 de fevereiro de 2023 às 19h34.

Última atualização em 14 de fevereiro de 2023 às 20h31.

Em 2022, a empresa de educação financeira Atom (que tem a EXAME como acionista) registrou um salto de 65% no lucro líquido, chegando a R$ 10 milhões. A companhia oferece cursos de para traders, além de ter uma mesa de trading.

""Apesar de ser um ano bastante desafiador para o setor educacional como um todo e também para a Bolsa de Valores, a nossa companhia ainda manteve um ritmo forte de crescimento."Joaquim Paifer, cofundador e CEO da Atom Traders

Em todo o ano, a receita educacional da Atom (ATOM3) cresceu 28%, somando R$ 35,9 milhões. Segundo a empresa, o crescimento da área educacional é resultado do reconhecimento da metodologia dos materiais didáticos e resultados que têm apresentado.

"Os materiais vão além das operações de daytrade realizados pela companhia e tem ajudado investidores a ter conhecimento para investimentos de longo prazo, operações estruturadas, arbitragens e outras áreas de desenvolvimento pessoal, como empreendedorismo, marketing digital e psicologia."

Um dos destaques, diz o executivo, é o crescimento de na base de alunos. "Isso mostra o valor de todo o conteúdo que é gerado e a possibilidade as pessoas buscarem, cada vez mais, uma renda extra." As matrículas cresceram 22%, chegando a mais de 19 mil novos alunos no ano. Além disso, os conteúdos gratuitos atingiram mais de 1 milhão de pessoas.

Retorno do acionista

O conselho de administração da companhia propôs o pagamento de R$ 7,52 milhões em dividendos aos acionistas da Atom. Com isso, o dividendo yield da companhia é de quase 15%, o que Paifer acredita ser atrativo para os investidores. O montante ainda vai a aprovação dos acionistas em assembleia.

Além disso, a empresa também estuda lançar um programa de recompra de ações. O comunicado não detalha a quantidade de papéis a serem recomprados. Atualmente, a ação da Atom é negociada a R$ 2,16. "Vamos aproveitar esse momento em que o mercado, de maneira geral, está com múltiplos bem depreciados e gerar valor para os nossos acionistas."

 

 

 

 

 

 

Acompanhe tudo sobre:Atom educacionalBalançosbolsas-de-valores

Mais de Invest

Ibovespa opera abaixo dos 118 mil pontos após piora das perspectivas macroeconômicas pelo BC

Reunião de Lula com Conselho Orçamentário, Boletim Focus e China: o que move o mercado

Bolsa Família: pagamento de junho começa nesta segunda-feira; RS recebe antecipado

PIS: Caixa paga abono salarial para dois grupos nesta segunda-feira; veja como sacar

Mais na Exame