Invest

Ibovespa cai aos 126 mil pontos com investidores em cautela com política industrial

Sessão foi marcada pela expectativa por indicadores econômicos e decisões monetárias que serão divulgadas ao longo da semana

Fachada da B3, a bolsa de valores brasileira (Gustavo Scatena/Divulgação)

Fachada da B3, a bolsa de valores brasileira (Gustavo Scatena/Divulgação)

Janize Colaço
Janize Colaço

Repórter de Invest

Publicado em 22 de janeiro de 2024 às 10h25.

Última atualização em 22 de janeiro de 2024 às 18h27.

O Ibovespa desta segunda-feira, 22, fechou em queda e com um volume abaixo da média, na contramão dos principais índices do exterior. Em dia de agenda vazia, tanto por aqui quanto pelos mercados internacionais, os investidores aguardam por dados econômicos e decisões monetárias que serão divulgadas ao longo da semana.

A queda da bolsa hoje e as altas na negociação dos contratos futuros de DI foram influenciadas pelas falas do presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, e declarações do presidente Lula, avalia Lucas Almeida, especialista em mercado de capitais e sócio da AVG Capital. Mercadante afirmou que não há como reerguer a indústria brasileira sem uma nova relação entre Estado e mercado. Já o chefe do Executivo, afirmou que os R$ 300 bilhões disponíveis para financiamento na nova política industrial do Brasil será um "alento" para que o País saia do patamar em que se encontra e dê um "salto de qualidade". 

Segundo Almeida, a preocupação fiscal e a política industrial bilionária anunciada são fatores que deixam o mercado inseguro e colaboram para a nossa bolsa caminhar na contramão do exterior. "A nova política industrial, com foco em incentivos fiscais para setores específicos, gerou preocupações entre investidores."

Ibovespa hoje

IBOV: -0,81%, aos 126.602 pontos.

Fora do Brasil, as atenções foram marcadas pela expectativa do que virá ao longo da semana – sobretudo nos Estados Unidos. Por lá, na quinta-feira, 25, serão publicados os dados do PIB, enquanto na sexta será a vez da inflação. Estes números, sobretudo o PCE (o índice de preços de gastos com consumo), são aguardados devido às incertezas quanto ao rumo dos juros americanos e ao fato de esse indicador ser usado pelo Federal Reserve (Fed, o BC americano) na sua decisão monetária. Dados publicados no decorrer de janeiro esfriaram as expectativas dos investidores de que o ciclo de cortes tenha início já no mês de março. 

Como aponta Leonel Mattos, analista de Inteligência de Mercado da StoneX, dados publicados no decorrer de janeiro esfriaram as expectativas dos investidores de que o ciclo de cortes tenha início já no mês de março, mas as apostas continuam altas. “Houve uma leve correção, principalmente na ponta longa dos juros, mas as apostas majoritárias para março continuam sendo de corte, embora tenham caído de um patamar médio de 75% para 55%. De toda forma, os investidores acreditavam em reduções em todas as reuniões do Fed a partir de março, mas agora eles acreditam em apenas uma pausa após esse mês.”

E por falar em decisão monetária, também nesta semana será a vez dos bancos centrais  do Japão (BoJ) e da Europa (BCE) divulgarem as suas taxas de juro. O primeiro divulgará a sua decisão nesta madrugada, e o segundo, apenas na quinta-feira.

Maiores altas do Ibovespa

Entre as ações que mais subiram no pregão de hoje, destaque para a BRF (BRFS3), que foi favorecida pela queda dos preços do milho e da soja. Outra alta foi da Cielo (CIEL3), após o Goldman Sachs manter a recomendação como “neutra”, mas elevar o preço-alvo das ações de R$ 3,80 para R$ 4,50 por ação. “Parece que o mercado acredita na estabilidade do negócio da Cateno e a expectativa de crescimento em segmentos específicos sustentam a visão positiva na empresa”, diz Almeida.

  • BRF (BRFS3): +4,92%
  • Cielo (CIEL3): +3,13%
  • Embraer (EMBR3): +1,97%

Maiores quedas do Ibovespa

Entre as ações que mais caíram, destaque para a Hapvida (HAPV3), que confirmou na sexta-feira que é alvo de investigação do Ministério Público do Estado de São Paulo pelo descumprimento sistemático de decisões judiciais. Outra empresa a cair foi a Lojas Renner (LREN3), refletindo o rebaixamento de recomendação por parte do Citi para neutra.

  • Hapvida (HAPV3): -5,72%
  • Lojas Renner (LREN3): -5,44%
  • Assaí (ASAI3): -4,83%

Dólar hoje

O lar opera em alta nesta segunda-feira. Hoje, a moeda americana sobe 0,14%, a R$ 4,934. Na sexta-feira, o dólar fechou em queda de 0,08%, cotado a R$ 4,927. 

Como é calculado o índice Bovespa?

Principal índice de ações da bolsa brasileira, a B3, o Ibovespa é calculado em tempo real, baseado na média do desempenho dessa carteira teórica de ativos, cada uma com seu peso na composição do índice. 

Funcionando como um termômetro do desempenho consolidado das principais ações para o mercado, cada ponto do Ibovespa equivale a 1 real. Por isso, se o IBOV está em 100.000 pontos, isso quer dizer que o preço da carteira teórica das ações mais negociadas é de 100.000 reais.

Que horas abre e fecha a bolsa de valores?

O horário de negociação na B3 vai das 10h às 18h. A pré-abertura ocorre entre 9h45 e 10h, enquanto o after-market ocorre entre 18h25 e 18h45. Já as negociações com o Ibovespa futuro ocorrem entre 9h e 17h55.

Confira as últimas notícias de Invest:

Acompanhe tudo sobre:Ibovespabolsas-de-valoresAções

Mais de Invest

9 Sites para ganhar dinheiro na internet

Como ganhar dinheiro com indicação? 10 apps "Indique e Ganhe"

CDB ou CDI: em qual devo investir?

Reta final do IR: veja o que acontece se você não declarar dentro do prazo de entrega

Mais na Exame