Apple volta a ser a empresa mais valiosa do mundo com pré-venda do Vision Pro

Ações são negociadas em alta, após analista estimar que as primeiras vendas de óculos de realidade virtual saíram acima das expectativas da empresa

Tim Cook, CEO da Apple: Vision Pro é a nova aposta da companhia de US$ 3 trilhões (Justin Sullivan/Getty Images)
Tim Cook, CEO da Apple: Vision Pro é a nova aposta da companhia de US$ 3 trilhões (Justin Sullivan/Getty Images)
Guilherme Guilherme
Guilherme Guilherme

Repórter de Invest

Publicado em 22 de janeiro de 2024 às 13h42.

Última atualização em 22 de janeiro de 2024 às 15h20.

A Apple retomou o posto de empresa mais valiosa do mundo ao atingir US$ 3 trilhões em valor de mercado no pregão desta segunda-feira, 22. As ações da companhia sobem cerca de 1%, com investidores repercutindo a pré-venda do Vision Pro, a mais nova aposta da empresa no mercado de realidade virtual aumentada. Há duas semanas, a Apple havia deixado de ser a companhia mais valiosa do planeta em meio a preocupações de analistas sobre o nível de vendas de iPhone. A Microsoft, que tinha tomado a liderança, cai 1% para perto de US$ 2,94 trilhões em valor de mercado, tendo como pano de um ataque hacker a seus sistemas.

Ainda sem dados oficiais sobre as vendas do novo modelo da Apple, o mercado se agarra às estimativas do analista da TF International Securities, especialista em Apple, Ming-Chi Kuo. Kuo, conhecido por vazar informações confidenciais da empresa, avaliou em relatório publicado na Medium que a empresa vendeu entre 160 mil e 180 mil modelos Vision Pro na pré-venda do fim de semana. O número seria o dobro do esperado pela companhia.

Kuo ainda ressaltou que os produtos foram esgotados imediatamente e, devido à demanda, os prazos de entrega precisaram ser estendidos de 5 para 7 semanas. "Parecem sinais positivos a princípio." Por outro lado, o analista pontuou que, os prazos de envio se mantiveram estáveis, enquanto, em lançamentos de iPhones populares, esse prazo costuma ser estendido, "indicando que a demanda continua a crescer mesmo após o esgotamento inicial."

Preço alto

Os óculos de realidade aumentada da Apple serão vendidos a US$ 3.499 nos Estados, podendo chegar a R$ 35.000 no Brasil. Até pelo preço, o Vision Pro é considerado um item de nicho, mesmo entre os clientes da Apple. De 1,2 bilhão de pessoas que utilizam os produtos da empresa, Kuo estima que apenas 0,007% estariam dispostas a pagar pelo produto. O iPhone 15, lançado no ano passado, é vendido a US$  799 nos Estados Unidos.

Confira as últimas notícias de Invest:

Acompanhe tudo sobre:AppleAçõesbolsas-de-valores

Mais de Invest

Receita Federal libera consulta ao lote residual do IR; veja se você recebe

Stelleo Tolda: conheça mais sobre o CEO do Mercado Livre

Dólar volta a subir com tensões fiscais e expectativas nos mercados internacionais

Ibovespa opera em alta de olho em Campos Neto, “pauta-bomba” e desdobramentos de Petrobras (PETR4)

Mais na Exame