Invest

Payroll acima do esperado derruba Ibovespa para a mínima do ano e dólar fecha na máxima em 17 meses

Com mercado de trabalho americano mais aquecido, houve uma piora nas expectativas de afrouxamento monetário

Ibovespa: payroll acima do esperado desanima investidores (Germano Lüders/Exame)

Ibovespa: payroll acima do esperado desanima investidores (Germano Lüders/Exame)

Rebecca Crepaldi
Rebecca Crepaldi

Repórter de finanças

Publicado em 7 de junho de 2024 às 10h21.

Última atualização em 10 de junho de 2024 às 07h55.

O Ibovespa fechou, nesta sexta-feira, 7, na mínima do ano, com queda de -1,73% aos 120.767 pontos. A bolsa foi impactada pelo pessimismo em Wall Street, após o payroll (relatório de emprego) nos Estados Unidos vir muito acima do esperado. O indicador serve como termômetro da economia americana e frustrou investidores que anseiam por um afrouxamento monetário por lá. Com isso, a divisa americana se fortaleceu, subindo 1,30% a R$ 5,324, maior patamar para um fechamento em 17 meses.

Ibovespa hoje

  • IBOV: -1,73% aos 120.767 pontos

O payroll de maio mostrou que a economia americana criou 272 mil vagas de trabalho fora do setor agrícola, segundo dados divulgados pelo Departamento do Trabalho. O número veio muito acima das expectativas do mercado. O consenso LSEG e o Projeções Broadcast estimavam uma criação de 185 mil postos (mediana). Já a taxa de desemprego ficou em 4%, acima dos 3,9% do mês anterior. A taxa esperada pelos analistas era estável em 3,9%.

“O payroll veio extremamente acima do esperado. É um dado muito forte, bem robusto, que acabou revertendo todo o sentimento do mercado, com aquelas expectativas que tinham de afrouxamento de juros da política americana por enquanto acabaram se arrefecendo. Tanto que a ferramenta FedWatch, na reunião agora de 12 de junho, praticamente unanimidade, quase 99,5%, apostam em manter os juros inalterados”, explica Marcio Riauba, gerente da mesa de operações da StoneX.

Na terça-feira, 4, foi divulgado pelo Departamento do Trabalho o relatório Jolts, que mostrou a queda da abertura de postos de trabalho nos EUA de 8,355 milhões em março para 8,059 milhões em abril, nível mais baixo desde 2021. Já na quarta, 5, houve a divulgação do indicador de emprego privado de maio pela ADP, que mostrou a geração de 152 mil vagas de trabalho em maio, muito abaixo das estimativas de 175 mil vagas e dos 192 mil de registrados em abril.

Esses outros dados sobre o mercado de trabalho haviam afastado os temores de que o Federal Reserve (Fed, banco central americano) poderia cortar os juros somente em 2025, aumentando as apostas para o primeiro corte em setembro e um segundo corte mais ao final do ano. No entanto, os novos dados do payroll frearam o otimismo.

Vale (VALE3)

O mercado também acompanhou Vale (VALE3) nesta sexta. A mineradora analisa a contraproposta da Advocacia-Geral da União (AGU) e dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo de R$ 109 bilhões referente ao desastre ambiental em Brumadinho, Mariana (2015).

A proposta também é direcionada às mineradoras Samarco e BHP e tem previsão de pagamento em 12 anos. Anteriormente, as companhias propuseram um acordo de R$ 72 bilhões. Em nota ao mercado, a Vale disse que após avaliarem a proposta, as companhias se pronunciarão “exclusivamente por meio da mediação conduzida pelo TRF6”. Às 10h12, os papéis VALE3 caíram 1,31%.

Dólar hoje

O dólar encerrou a sessão anterior com queda de 0,89% aos R$ 5,25. Hoje, a moeda subiu 1,3% a R$ 5,324, um recorde em 2024.

Acompanhe tudo sobre:IbovespaPayrollVALE3Valebolsas-de-valores

Mais de Invest

“Não tente acertar o futuro”: a lição de Howard Marks a investidores brasileiros

Renda variável x renda fixa: como escolher o que é melhor para mim?

“Continuamos acreditando que o governo vai fazer o certo”, diz CEO do Santander

Mega-Sena acumulada: quanto rendem R$ 65 milhões na poupança

Mais na Exame