Acompanhe:

Gerdau (GGBR4) tem ‘resultado fraco’ no 4T23 - como esperado - e ações sobem no Ibovespa

Para os analistas, os resultados da Gerdau no 4T23 ficaram dentro do que já era precificado pelo mercado

Modo escuro

Continua após a publicidade
A Gerdau (GGBR4) divulgou o seu balanço do quarto trimestre de 2023 na noite da última terça-feira (Gerdau/Divulgação)

A Gerdau (GGBR4) divulgou o seu balanço do quarto trimestre de 2023 na noite da última terça-feira (Gerdau/Divulgação)

No Ibovespa desta quarta-feira, 21, as ações da Gerdau (GGBR4) estão entre as altas do pregão, apesar de ter apresentado um balanço considerado "fraco". Por volta das 11h55, os papéis da companhia subiam 1,54%. Na véspera, a siderúrgica reportou seus resultados do quarto trimestre de 2023, com queda de 51% do seu lucro líquido, para R$ 587 milhões.

Embora os resultados da Gerdau tenham sido abaixo das estimativas, para os analistas os números ficaram dentro do que já era precificado pelo mercado. Para a Guide Investimentos, os números foram fracos, mas dentro do esperado. “Os resultados seguem sendo pressionados pelas margens baixas das operações no Brasil, maior fonte de receita da empresa.”

Mateus Haag, analista da corretora, explica que com os baixos preços do aço no mercado internacional e o aumento das importações por aqui, as margens da Gerdau ficaram no menor patamar dos últimos anos. “As empresas do setor têm pressionado pelo aumento das tarifas de importações de aço, o que até agora não aconteceu.”

Gerdau (GGBR4) e os resultados fracos do 4T23

O BTG Pactual (mesmo grupo controlador da EXAME) segue uma linha parecida e diz que o resultado foi misto, destacando que a deterioração da rentabilidade no Brasil foi a principal responsável pelos números daqui, com as margens atingindo os menores níveis desde 2015. “Pelo lado positivo, as margens Ebitda na divisão americana foram de 19,2%, redução trimestral de 530 pontos base, mas ainda acima da nossa estimativa de 18%”, dizem os analistas.

Em relatório divulgado hoje, eles dizem prever resultados “resilientes” da Gerdau, provenientes sobretudo dos negócios nos Estados Unidos. “Acreditamos que a chave para a tese de investimento será a sua capacidade de recompor gradualmente as margens no Brasil — com alguns aumentos de preços; o aumento imaterial das tarifas para 12% oferece suporte limitado.”

Enquanto isso, o Itaú BBA diz que os resultados da Gerdau no 4T23 foram “levemente negativos”. O banco destaca que o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado de R$ 2 bilhões caiu 42% em relação ao ano anterior, mas ainda ficou 2% acima das suas estimativas. Contudo, houve um leve aumento sequencial na alavancagem de 0,3x no 3T23 para 0,4x no trimestre seguinte.

“A dívida líquida/Ebitda da Gerdau aumentou ligeiramente, uma vez que a geração de fluxo de caixa livre de R$ 1,3 bilhão (ajudada por uma liberação de capital de giro de R$ 1,3 bilhão) foi mais do que compensada por um Ebitda na América Latina mais baixo (R$ 135 milhões)”, dizem os analistas do BBA.

Confira as últimas notícias de Invest:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Ibovespa cai à mínima do ano com EUA e Petrobras; dólar atinge máxima de R$ 5,12
seloMercados

Ibovespa cai à mínima do ano com EUA e Petrobras; dólar atinge máxima de R$ 5,12

Há 3 dias

Ibovespa fecha abaixo dos 128 mil pontos ainda impactado por CPI dos EUA
seloMercados

Ibovespa fecha abaixo dos 128 mil pontos ainda impactado por CPI dos EUA

Há 4 dias

Deslistagem de ADRs da Natura, prévia da Cury e JCP do Santander: os assuntos que movem o mercado
seloMercados

Deslistagem de ADRs da Natura, prévia da Cury e JCP do Santander: os assuntos que movem o mercado

Há 4 dias

Inflação dos EUA vem acima do esperado e derruba Ibovespa
seloMercados

Inflação dos EUA vem acima do esperado e derruba Ibovespa

Há 5 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais