Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Como o Bradesco pode se beneficiar do IPO da BB Seguridade

Para HSBC, depois de recente desvalorização, momento é oportuno para as ações do Bradesco

Modo escuro


	Depois de recente queda, ações do Bradesco têm potencial de valorização de 18%
 (Egberto Nogueira/ Imafotogaleria)

Depois de recente queda, ações do Bradesco têm potencial de valorização de 18% (Egberto Nogueira/ Imafotogaleria)

B
Beatriz Souza

Publicado em 8 de abril de 2013 às, 20h28.

São Paulo - Com uma avaliação mais atrativa em comparação a seus pares, as ações do Bradesco (BBDC4) passam a estar entre as apostas preferidas do HSBC Global Research no Brasil.

O banco elevou a recomendação de neutral para overweight (alocação acima da média do mercado), e aumentou o preço-alvo dos papéis de 39 reais para 40 reais – potencial de valorização de 18%. 

Segundo Mariel Santiago, analista do banco, depois de seu recente desempenho abaixo do mercado (nos últimos dois meses, as ações do Bradesco tiveram queda de 9%), o prêmio do Bradesco em relação ao itaú Unibanco, seu principal concorrente, diminuiu e as ações são negociadas a um desconto de 11% na comparação do P/VP (Preço da ação sobre o valor patrimonial para 2013). 

O HSBC destaca que cinco fatores são fundamentais para a valorização da ação: recuperação do crescimento de crédito em 2013; melhoria nas tendências de qualidade de ativos e redução nos custos de provisões; índice de eficiência mais elevado; possível abrandamento das pressões sobre os spreads; e, por último mas não menos importante, as boas perspectivas para o segmento de seguros impulsionadas pelo possível aumento da avaliação depois da oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da BB Seguridade. 


A oferta pública inicial de ações da BB Seguridade poderá levantar até 12,15 bilhões de reais. O Banco do Brasil ofertará 500 milhões de ações da companhia em lote inicial e mais até 175 milhões de papéis em lotes suplementar e adicional. A faixa indicativa de preço foi definida entre 15 e 18 reais, com a fixação do valor ocorrendo em 23 de abril, segundo prospecto.

O início do período de reserva para investidores da oferta não institucional, assim como para pessoas vinculadas, será em 10 de abril. No dia 12 de abril termina o período de reserva para pessoas vinculadas e, no dia 22, para investidores da oferta não institucional.

Setor de seguros

“Acreditamos que o IPO da unidade de seguros do Banco do Brasil, planejada para abril deste ano, deve ajudar a expor o valor oculto do segmento de seguros do banco, o que pode beneficiar indiretamente o Bradesco”, afirma Santiago. Em sua opinião, os investidores podem ver o segmento de seguros como um ativo nobre. 

Ele destaca que o segmento de seguros representa uma parte importante das operações totais do Bradesco em termos de contribuição para o lucro líquido e das futuras perspectivas de crescimento. Enquanto para o Banco do Brasil o segmento “nobre” representa 20% do lucro líquido do banco, para o Bradesco ele chega a 30%.

“Acreditamos que a demanda por seguros deve ser beneficiado de forma desproporcional, na medida em que o poder aquisitivo da classe média brasileira continua crescendo e que os bancos devem continuar a liderar o crescimento no setor”, argumenta Mariel. O HSBC acredita, ainda, que a desvalorização recente dos papéis do Bradesco pode ter acontecido por conta da venda de ações para alocar posições no IPO da BB Seguridade, além da percepção de que o Itaú Unibanco pode ter um melhor desempenho em termos de controle de custos. 

Últimas Notícias

ver mais
Saraiva: presidente e vice renunciam ao cargo e assembleia é adiada
seloMercados

Saraiva: presidente e vice renunciam ao cargo e assembleia é adiada

Há 10 horas
Cosan anuncia emissão de debêntures de R$ 1,6 bilhão
seloMercados

Cosan anuncia emissão de debêntures de R$ 1,6 bilhão

Há um dia
Ouro fecha em alta após PMIs fracos, mas perspectivas de juros altos limitam ganhos
seloMercados

Ouro fecha em alta após PMIs fracos, mas perspectivas de juros altos limitam ganhos

Há um dia
IRB (IRBR3) lucra R$ 22,3 milhões em julho e ações saltam quase 6%
seloMercados

IRB (IRBR3) lucra R$ 22,3 milhões em julho e ações saltam quase 6%

Há um dia
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais