• AALR3 R$ 20,34 1.40
  • AAPL34 R$ 67,96 -2.78
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,11 -0.77
  • AERI3 R$ 3,72 -1.59
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,95 1.08
  • ALPA4 R$ 20,84 -0.48
  • ALSO3 R$ 19,10 -1.29
  • ALUP11 R$ 26,71 1.17
  • AMAR3 R$ 2,45 4.26
  • AMBP3 R$ 30,53 -2.12
  • AMER3 R$ 23,10 0.65
  • AMZO34 R$ 67,45 -0.34
  • ANIM3 R$ 5,50 -0.72
  • ARZZ3 R$ 81,36 -0.60
  • ASAI3 R$ 15,39 -0.06
  • AZUL4 R$ 21,23 0.00
  • B3SA3 R$ 11,82 2.34
  • BBAS3 R$ 35,68 -0.64
  • AALR3 R$ 20,34 1.40
  • AAPL34 R$ 67,96 -2.78
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,11 -0.77
  • AERI3 R$ 3,72 -1.59
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,95 1.08
  • ALPA4 R$ 20,84 -0.48
  • ALSO3 R$ 19,10 -1.29
  • ALUP11 R$ 26,71 1.17
  • AMAR3 R$ 2,45 4.26
  • AMBP3 R$ 30,53 -2.12
  • AMER3 R$ 23,10 0.65
  • AMZO34 R$ 67,45 -0.34
  • ANIM3 R$ 5,50 -0.72
  • ARZZ3 R$ 81,36 -0.60
  • ASAI3 R$ 15,39 -0.06
  • AZUL4 R$ 21,23 0.00
  • B3SA3 R$ 11,82 2.34
  • BBAS3 R$ 35,68 -0.64
Abra sua conta no BTG

Veja os FIIs recomendados pelo BTG Pactual para abril

Mesmo em meio ao ciclo de alta da taxa de juro, especialistas do banco afirmam que é possível encontrar ativos com boa relação risco vs. retorno. Veja as recomendações
 (Getty Images/Getty Images)
(Getty Images/Getty Images)
Por Isabel RochaPublicado em 04/04/2022 14:29 | Última atualização em 04/04/2022 15:01Tempo de Leitura: 4 min de leitura

BTG Pactual divulgou, na última sexta-feira, 1º de abril, a sua carteira recomendada de fundos imobiliários com algumas alterações. Visando aumentar a liquidez da carteira, os especialistas recomendam a venda parcial de Rio Bravo Renda Corporativa (RCRB11), que passa a ter peso de 7%; e aumento da exposição ao BTG Pactual Corporate Office Fund (BRCR11), que passa de 5% para 6%. O banco também adicionou ao portfólio o BTG Pactual Terras Agrícolas (BTRA11), com 2,5% de exposição. Para acomodar a mudança, retirou o XP Log (XPLG11) da carteira.

“Continuamos gostando do XP Log, que apresentou boa comercialização das áreas vagas nos últimos meses e, consequentemente, potencial aumento na distribuição de rendimentos no médio e longo prazo. Entretanto, o mercado atualmente tem precificado as cotas com maior participação dos eventos macroeconômicos vis-à-vis a melhora operacional dos fundos imobiliários e, portanto, acreditamos que, apesar de o fundo continuar descontado, o cenário ainda é de volatilidade e deve permanecer mais averso ao risco nos próximos meses”, dizem os especialistas no relatório, que é assinado por Daniel Marinelli, Danilo Barbosa e Matheus Oliveira.

Ainda segundo o documento, o BTG Pactual Terras Agrícolas (BTRA11) é uma boa alternativa para o momento por associar um dividend yield atrativo (10,9% ao ano) com maior previsibilidade de rendimentos (100% dos contratos atípicos) e potencialmente menor volatilidade no mercado.

Abra sua conta no BTG Pactual e tenha acesso aos relatórios do time de analistas do maior banco de investimentos da América Latina.

Cenário doméstico

 

Com a corrida eleitoral se aproximando, o ambiente fiscal segue no radar do mercado brasileiro, que ainda não tem muita previsibilidade quanto às propostas econômicas dos candidatos. Ao mesmo tempo, a inflação continua crescendo em ritmo acelerado (tanto o IPCA e o IGP-M apresentaram altas acima das expectativas) e pressionando a taxa básica de juro no país.

“Acreditamos que o processo de elevação da Selic encontra-se em seu estágio final, mas sem definições garantidas, uma vez que a evolução dos choques de preços em itens voláteis [como o petróleo] pode mudar os planos do comitê e do mercado”, diz o relatório — que afirma, ainda, que apesar do ciclo de alta da taxa de juro, o investimento em FIIs continua sendo vantajoso para quem busca ganho de capital e renda recorrente e líquida.

“Na nossa visão, é possível encontrar diversos ativos que oferecem relação risco vs. retorno bastante favorável, apoiada em fundamentos sólidos”, reforçam.

FIIs recomendados para abril

 

Os fundos que compõem a carteira de abril do BTG Pactual buscam proporcionar diversificação tanto de gestão quanto setorial, com ativos de tijolo bem localizados em diferentes regiões do país. “[Acreditamos que esta] é a melhor forma de ficar exposto ao mercado imobiliário de forma resiliente em períodos de maior volatilidade e de se beneficiar em momentos de retomada”, diz o relatório.

Além da análise setorial macroeconômica, o processo de escolha dos fundos se dá a partir da avalição do portfólio em termos de qualidade e localização dos ativos; microeconomia da região; perfil dos locatários/devedores e análise dos contratos e garantias

Assim, os 14 ativos que compõem a carteira recomendada de abril estão divididos entre: recebíveis (51%), galpões logísticos (18%), lajes corporativas (18%), híbridos (6%), shoppings (5%) e agronegócio (2,5%).

(BTG Pactual/Reprodução)

Em conjunto, o dividend yield anualizado é de 10,4% e o dividend yield para os próximos 12 meses é de 10,1%. Já as cotas dos fundos sugeridos negociam, na média, com desconto de 10% em relação a seus valores patrimoniais. Em termos de liquidez, a carteira possui o volume médio diário de negociação de aproximadamente R$ 3,4 milhões.

Veja, abaixo, quais são os 14 ativos escolhidos pelos especialistas para o mês de abril.

RBRR11 (12,5%)

BTCR11 (8,0%)

KNCR11 (17,5%)

FEXC11 (5,0%)

CPTS11 (8,0%)

VILG11 (7,5%)

BRCO11 (2,5%)

HSLG11 (7,5%)

RBRP11 (6,0%)

BRCR11 (6,0%)

RCRB11 (7,0%)

HGRE11 (5,0%)

VISC11 (5,0%)

BTRA11 (2,5%)

Abra sua conta no BTG e invista com o apoio do time de estrategistas do maior banco de investimentos da América Latina