• AALR3 R$ 20,34 1.40
  • AAPL34 R$ 67,96 -2.78
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,11 -0.77
  • AERI3 R$ 3,72 -1.59
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,95 1.08
  • ALPA4 R$ 20,84 -0.48
  • ALSO3 R$ 19,10 -1.29
  • ALUP11 R$ 26,71 1.17
  • AMAR3 R$ 2,45 4.26
  • AMBP3 R$ 30,53 -2.12
  • AMER3 R$ 23,10 0.65
  • AMZO34 R$ 67,45 -0.34
  • ANIM3 R$ 5,50 -0.72
  • ARZZ3 R$ 81,36 -0.60
  • ASAI3 R$ 15,39 -0.06
  • AZUL4 R$ 21,23 0.00
  • B3SA3 R$ 11,82 2.34
  • BBAS3 R$ 35,68 -0.64
  • AALR3 R$ 20,34 1.40
  • AAPL34 R$ 67,96 -2.78
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,11 -0.77
  • AERI3 R$ 3,72 -1.59
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,95 1.08
  • ALPA4 R$ 20,84 -0.48
  • ALSO3 R$ 19,10 -1.29
  • ALUP11 R$ 26,71 1.17
  • AMAR3 R$ 2,45 4.26
  • AMBP3 R$ 30,53 -2.12
  • AMER3 R$ 23,10 0.65
  • AMZO34 R$ 67,45 -0.34
  • ANIM3 R$ 5,50 -0.72
  • ARZZ3 R$ 81,36 -0.60
  • ASAI3 R$ 15,39 -0.06
  • AZUL4 R$ 21,23 0.00
  • B3SA3 R$ 11,82 2.34
  • BBAS3 R$ 35,68 -0.64
Abra sua conta no BTG

5 dicas práticas para sobrar dinheiro no final do mês

Quer começar a poupar e não sabe como? Veja algumas dicas para organizar as finanças e fazer o seu dinheiro render mais
O BTG Pactual criou o Finanças+, uma ferramenta do aplicativo BTG+ para te ajudar a entender seus gastos e auxiliar na sua organização financeira (Getty Images/.)
O BTG Pactual criou o Finanças+, uma ferramenta do aplicativo BTG+ para te ajudar a entender seus gastos e auxiliar na sua organização financeira (Getty Images/.)
Por Fernanda BastosPublicado em 22/02/2022 15:55 | Última atualização em 23/02/2022 12:28Tempo de Leitura: 4 min de leitura

Lidar com o dinheiro não é tarefa fácil para a maior parte dos brasileiros. Muitos não sabem o que fazer com ele, seja por falta de planejamento ou educação financeira. Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 2021 foi o ano em que o Brasil bateu recordes em questão de endividamento e inadimplência. Em média, 75,6% das famílias brasileiras estão, de alguma forma, endividadas.

A alta taxa de endividamento reforça o distanciamento entre os brasileiros e o controle financeiro. O descontrole com os gastos também está ligado à taxa de desemprego, que alcançou os 12,1% em 2021, segundo dados apresentados pelo IBGE. Por esse motivo, a organização financeira deve se tornar uma prioridade para aqueles que querem fechar o mês com as contas no azul.

Foi com o objetivo de ajudar nesse processo que o BTG Pactual desenvolveu o Finanças+, ferramenta de organização financeira que organiza os gastos do cliente na conta e cartão BTG automaticamente por categorias (como alimentação, lazer e entretenimento, contas, transporte, compras etc) e permite cadastrar limites para o app avisar de acordo com a evolução de cada uma dessas despesas. Além disso, o Finanças+ analisa seus hábitos financeiros e entrega comparativos, lembretes e sugestões de maneira simples, intuitiva e visual.

Abra sua conta no BTG Banking e tenha uma organização automática dos seus gastos com o Finanças+ direto no APP

Com ajuda do Finanças+, nós listamos abaixo cinco dicas para te ajudar a lidar com o seu dinheiro de maneira mais organizada. Veja:

1. Faça um balanço dos seus gastos

Como primeiro passo, é interessante entender a sua realidade. Tire um tempo para analisar as suas receitas (o dinheiro recebido) e despesas, (o dinheiro gasto). A partir disso, é possível fazer um planejamento de gastos que seja condizente com o quanto você ganha. Vale lembrar que, com o Finanças+, esse acompanhamento de gastos é facilitado, já que os dados são atualizados em tempo real no aplicativo. E que juntar essas informações te distanciará de possíveis riscos com endividamentos e outros problemas financeiros.

2. Priorize os pagamentos de bens essenciais

Todos sonham em comprar algo que desejam muito, mas é importante não se deixar levar por impulso para não cair no endividamento. Entenda que é necessário priorizar os gastos essenciais (como aluguel, alimentação, luz, água e internet) antes de comprar aquela roupa ou viagem que você tanto deseja. Depois de lidar com estes gastos, se houver dinheiro sobrando, aí sim você poderá comprar os bens não-essenciais que tanto sonha em ter.

3. Defina gastos de curto, médio e longo prazos

A ideia é definir objetivos financeiros para diferentes prazos e reservar, mês a mês, a quantia estipulada para cada tipo de gasto. Para facilitar ainda mais a organização, tenha um local definido para guardar os valores separadamente.

Você pode definir gastos fixos para:

  • curto prazo (o dinheiro destinado para a semana ou para eventuais emergências);
  • médio prazo (o valor para ser usado dentro de alguns meses para uma viagem, por exemplo);
  • longo prazo (o dinheiro para alcançar um grande sonho no futuro, como a compra de uma casa ou um carro).

Clique aqui e saiba como o Finanças+ pode te ajudar a fazer seus gastos caberem na sua realidade

4. Separe parte do dinheiro: é hora de investir

Depois de entender e organizar suas finanças é possível traçar objetivos mais claros. O próximo passo então é investir. A grande questão aqui é evitar o imediatismo: muitos querem resultados rápidos e acabam lidando com o dinheiro de forma pouco responsável.

Comece pela construção de uma reserva de emergência e, aos poucos, conforme você se familiarizar com o universo dos investimentos, explore outros produtos financeiros mais complexos. Vale lembrar que não é preciso ter muito dinheiro guardado para começar a investir: no caso de títulos do Tesouro Direto, por exemplo, há boas opções a partir de R$35.

5. Acompanhe suas despesas e faça tudo de novo

Agora que você já se organizou e já conquistou certa desenvoltura quando o assunto é finanças pessoais, mantenha a prática. Entender como você gasta e quais são os seus padrões é fundamental para viver em paz com o seu dinheiro.

Finanças+: conheça a solução que te ajuda a ter uma relação mais inteligente com o seu dinheiro