Inteligência Artificial

Meta apresenta nova geração de óculos inteligentes Ray-Ban com IA

Zuckerberg fez os anúncios na conferência Connect de desenvolvedores na sede principal do Vale do Silício, o evento de produtos mais importante da empresa

CHINA - 2023/02/19: In this photo illustration, the American online social media, social networking service, and virtual metaverse company formally known as Facebook (FB), Meta Platforms logo is seen displayed on a smartphone with an economic stock exchange index graph in the background. (Photo Illustration by Budrul Chukrut/SOPA Images/LightRocket via Getty Images) (LightRocket/Getty Images)

CHINA - 2023/02/19: In this photo illustration, the American online social media, social networking service, and virtual metaverse company formally known as Facebook (FB), Meta Platforms logo is seen displayed on a smartphone with an economic stock exchange index graph in the background. (Photo Illustration by Budrul Chukrut/SOPA Images/LightRocket via Getty Images) (LightRocket/Getty Images)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 28 de setembro de 2023 às 08h03.

O diretor da Meta, Mark Zuckerberg, anunciou que a gigante da tecnologia está adicionando Inteligência Artificial (IA) aos assistentes digitais e aos novos óculos inteligentes Ray-Ban, em sua busca para recuperar terreno perdido na corrida global de IA.

Zuckerberg fez os anúncios na conferência Connect de desenvolvedores na sede principal do Vale do Silício, o evento de produtos mais importante da empresa.

"As lentes inteligentes eventualmente nos permitirão reunir tudo em um formato elegante que podemos usar".

Novidade no mercado

Os óculos inteligentes de segunda geração da Meta e da Ray-Ban, em parceria com a EssilorLuxottica, terão um preço base de US$ 299 e chegarão ao mercado em 17 de outubro.

Eles permitirão aos usuários transmitir o que veem e ouvem em tempo real, disse Zuckerberg, além de servir como suporte para assistentes virtuais na vida cotidiana.

A Meta também apresentou 28 assistentes de IA disponíveis para contato via WhatsApp, Messenger e Instagram, com "personalidades" baseadas em celebridades como Snoop Dogg, Paris Hilton e a estrela do YouTube MrBeast.

"Mas entendam, isso está apenas começando e ainda tem muitas limitações, vocês verão quando usarem", alertou.

Desenvolvimento de IA

A Meta tem adotado uma abordagem mais cautelosa para o desenvolvimento de produtos de IA em comparação com seus concorrentes Microsoft, OpenAI e Google. A empresa priorizou dar pequenos passos e construir seus próprios modelos para desenvolvedores e pesquisadores.

A Meta também revelou sua versão mais recente do capacete de realidade virtual Quest, que agora possui gráficos e áudio aprimorados, e a capacidade do usuário de ver seu ambiente sem tirar o dispositivo, como constatou a AFP em uma demonstração.

Este produto de realidade virtual é consideravelmente mais acessível do que o Vision Pro da Apple, que tem um preço inicial de US$ 3.499 (R$ 17.600) e estará disponível no início do próximo ano apenas nos Estados Unidos.

Os óculos inteligentes são uma das muitas abordagens que as grandes empresas de tecnologia têm adotado para ir além dos smartphones e oferecer um dispositivo amigável, até agora com pouco sucesso.

A Connect foi o primeiro evento presencial da Meta desde 2019, antes da pandemia.

Acompanhe tudo sobre:mark-zuckerbergInteligência artificialMeta

Mais de Inteligência Artificial

Ele foi estagiário de Steve Jobs nos anos 1980 — e se tornou CEO de empresa de IA

Reddit anuncia parceria de conteúdo com a OpenAI e ações sobem 15%

Ilya Sutskever, cofundador da OpenAI (ChatGPT), anuncia saída da empresa

Google anuncia ferramentas de criação para vídeos, imagens e música

Mais na Exame