Inteligência Artificial

3 milhões de pessoas estão se relacionando com robôs da Character.AI

Startup apoiada pela a16z implementou conversas por chamadas telefônicas com personagens de IA, com suporte para múltiplos idiomas; ainda em fase de testes, 20 milhões de ligações foram feitas

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 28 de junho de 2024 às 10h48.

Última atualização em 28 de junho de 2024 às 10h51.

A Character.AI, startup apoiada pela fundo a16z, anunciou nesta sexta-feira, 28, a liberação de um novo recurso que permite aos usuários realizar chamadas telefônicas com personagens de inteligência artificial. A funcionalidade já está disponível em vários idiomas, incluindo inglês, espanhol, português, russo, coreano, japonês e chinês.

Antes do lançamento público, a Character.AI testou o recurso de chamadas e reportou que mais de 3 milhões de usuários realizaram mais de 20 milhões de chamadas.

A empresa destacou que as chamadas com personagens de IA podem ser úteis para praticar habilidades linguísticas, realizar entrevistas simuladas ou incrementar a experiência em jogos de RPG.

Os usuários podem iniciar chamadas com um personagem de IA gerado por eles mesmos com um simples toque de botão. Segundo a Character.AI, o recurso foi desenvolvido para proporcionar uma experiência de chamada suave, com quase o nenhum travamento.

É possível alternar facilmente entre chamadas e mensagens de texto, além de interromper a fala da IA através da opção “Tap to interrupt”.

Em março, a Character.AI lançou o Character Voices, permitindo aos usuários ouvir os personagens em conversas individuais.

A empresa informou que, com a possibilidade de criar vozes personalizadas, já existem mais de 1 milhão de vozes na biblioteca do aplicativo.

Conheça as IAs "mais bonitas" do mundo

O lançamento do novo recurso de chamadas ocorre em meio a reclamações de usuários no Reddit sobre mudanças nas personalidades dos personagens.

Em resposta, a startup informou ao 404 Media que não realizou alterações significativas, mas alguns usuários podem ter participado de testes e notado diferenças comportamentais nos personagens por conta disso.

Recentemente, o The Information divulgou que o Google está desenvolvendo sua própria plataforma de chatbot personalizada, visando competir com a Meta e a Character.AI.

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificial

Mais de Inteligência Artificial

5 teorias malucas para explicar o "Grande Apagão Cibernético"

Loft apresenta simulador com IA no WhatsApp que encurta prazo de financiamento de 60 para 30 dias

OpenAI lança GPT-4o Mini, um modelo mais leve e acessível para desenvolvedores

O Brasil entre a inovação e a colonização digital

Mais na Exame