geral
Acompanhe:

Ex-designer da Dior é contratado pela Maison Martin Margiela

Galliano foi demitido em 2011 da LVHM, controladora da Dior, após um vídeo tê-lo mostrado fazendo comentários antissemitas em um bar de Paris

Designer de moda John Galliano: Galliano reconheceu ter passado por um tratamento para dependência de drogas e álcool (Benoit Tessier/Reuters)

Designer de moda John Galliano: Galliano reconheceu ter passado por um tratamento para dependência de drogas e álcool (Benoit Tessier/Reuters)

A
Astrid Wendlandt

6 de outubro de 2014, 10h37

Paris - A marca Maison Martin Margiela contratou John Galliano, renomado ex-designer da Christian Dior, como seu novo diretor criativo, informou nesta segunda-feira a controladora Only the Brave, que também é dona da marca de jeans Diesel.

Galliano, um dos mais extravagantes e bem-sucedidos designers da indústria da moda, foi demitido em 2011 da LVHM, controladora da Dior, após um vídeo tê-lo mostrado fazendo comentários antissemitas em um bar de Paris.

Desde então, Galliano reconheceu ter passado por um tratamento para dependência de drogas e álcool, e trabalhou brevemente como designer da marca nova-iorquina Oscar de la Renta em 2013.

O designer, formado pela prestigiosa faculdade Central Saint Martin, em Londres, conquistou elogios de críticos de moda por seus desfiles teatrais e românticos pela Dior, assim como por sus designs criativos para sua marca, a John Galliano, que ainda é controlada pela LVMH, maior grupo de luxo do mundo.

“Essa contratação marca uma nova era para a história da Maison”, disse o presidente da OTB, Renzo Rosso, em comunicado. “Um visionário e não-conformista talento criativo para dar nova significância para a herança iconoclasta de Margiela, e um novo impulso para este futuro excitante." O fundador da marca, Martin Margiela, deixou a boutique em 2009.