Future of Money

XP anuncia fim da Xtage e diz que clientes não poderão sacar criptomoedas

Encerramento das atividades da corretora cripto da XP vai dar apenas dois dias para clientes sacarem, em reais, seus ativos digitais guardados na Xtage

XP anunciou o fim da corretora XTage (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via/Getty Images)

XP anunciou o fim da corretora XTage (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via/Getty Images)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 18 de outubro de 2023 às 15h56.

Última atualização em 18 de outubro de 2023 às 16h21.

A XP Investimentos anunciou nesta quarta-feira, 18, o fim da XTage, sua corretora de criptomoedas. De acordo com um comunicado, os clientes terão apenas dois dias para sacar, em reais, seus criptoativos guardados na plataforma, sem direito a portabilidade.

“Gostaríamos de informar o encerramento das atividades da XTage, desta forma, a partir do dia 20/10/2023 serão interrompidas as operações de compra na nossa plataforma”, disse a empresa em um comunicado.

“Enviaremos em 19/10/2023, um comunicado aos clientes informando a interrupção de todas as compras dos criptoativos negociados na plataforma. Serviços como abertura de novas contas e portabilidades também serão suspensos. Não teremos portabilidade de saída de cripto”, acrescentou.

O anúncio vai na contramão de concorrentes da XP no mercado, como o BTG Pactual, que desde a criação da Mynt, sua plataforma de criptoativos, tem anunciado diversos investimentos e parcerias no setor. Entre eles estão a compra de uma participação de 20% na Lumx Studios, empresa por trás de NFTs da Reserva, Meta e Coca-Cola, além do lançamento de uma carteira recomendada mensal de criptoativos.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Dois dias para reaver o dinheiro

Conforme anunciou a XP Investimentos, as transações, saques e aberturas de contas na Xtage serão suspensas nos próximos dois dias, dando aos investidores da plataforma um prazo bem curto para reaver seus ativos. A Xtage nunca ofereceu a portabilidade de criptoativos, ou seja, os investidores só poderiam entrar e sair da plataforma com reais, impossibilitados de transferir as criptomoedas adquiridas para outras plataformas ou carteiras cripto.

Na Xtage era possível comprar e vender bitcoin, ether, Polygon, Chainlink, Solana, Cardano e Litecoin a partir de um valor mínimo de R$ 150.

Quem comprou Polygon e Litecoin na Xtage, por exemplo, pode sair no prejuízo com o anúncio do encerramento das atividades, já que será obrigado a liquidar suas posições nos ativos que operam em queda de 32% e 13% desde o início do ano, respectivamente, de acordo com dados do CoinMarketCap.

Em 2018, a XP Controle, que detém a maior parte das ações da XP Inc., criou a XDEX, uma corretora de criptoativos. Dois anos depois, em 2020, a XDEX também encerrou suas atividades, alegando questões internas, competição de mercado e poucos avanços regulatórios, dando aos clientes um prazo de 30 dias para sacar seu dinheiro.

A EXAME entrou em contato com a assessoria da XP Investimentos para esclarecimentos sobre o assunto, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Acompanhe tudo sobre:xp-investimentosCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Análise: mercado cripto tem seus próprios catalisadores de preço e avança em otimismo

Gigante de mineração de bitcoin anuncia chegada de operações ao Brasil

Empresa de brasileiros quer tokenizar R$ 9 bilhões em imóveis ao redor do mundo

JPMorgan não acredita que SEC vai aprovar ETFs de Solana e de outras criptomoedas

Mais na Exame