Future of Money
Acompanhe:

Processos contra gigante de empréstimos cripto Genesis ultrapassam R$ 9 bilhões

Expectativa é que problemas financeiros da empresa se intensifiquem conforme credores entram com processos para reaver fundos

Genesis foi uma das companhias mais afetadas pelo colapso da exchange FTX (Genesis Capital/Reprodução/Reprodução)

Genesis foi uma das companhias mais afetadas pelo colapso da exchange FTX (Genesis Capital/Reprodução/Reprodução)

D
Da Redação

5 de dezembro de 2022, 14h41

A Genesis, uma das principais empresas no segmento de empréstimos de criptoativos, passou a ser alvo de processos movidos pelos seus clientes que somam ao menos US$ 1,8 bilhão (R$ 9,47 bilhões, na cotação atual) até o momento.

De acordo com o Financial Times e o Coindesk, a companhia já foi processada por ao menos dois grupos de clientes que solicitam à justiça, cada um, indenizações na casa dos US$ 900 milhões. A expectativa é que outro grupo de clientes também processe a Genesis.

(Mynt/Divulgação)

O primeiro grupo é composto por credores ligados a um programa de recebimento de rendimentos da corretora de criptoativos Gemini, que possui laços com a Genesis. Já o segundo é formado por credores diretos da empresa.

A Genesis foi uma das companhias mais afetadas pelo colapso da exchange FTX. Logo após a falência da empresa, ela anunciou que sua área de empréstimos, a Genesis Global Trading, suspenderia todas as operações de pagamento para credores e novas ofertas de crédito.

Alguns dias depois, ela informou ao mercado que contratou uma consultoria para ajudar na reestruturação da empresa. A ideia é explorar "todas as alternativas possíveis" para a Genesis, e uma falência não está descartada.

“Não temos planos de declarar falência em breve. Nosso objetivo é resolver a situação atual de forma consensual, sem a necessidade de qualquer pedido de falência. A Genesis continua tendo conversas construtivas com seus credores”, disse o porta-voz da empresa de criptoativos.

Segundo ele, a Genesis estaria buscando entre US$ 500 milhões e US$ 1 bilhão de investidores para cobrir um déficit que é resultado de uma “turbulência sem precedentes no mercado” após a queda da FTX.

Além da Genesis, outra gigante do setor de empréstimos com criptoativos, a BlockFi, declarou falência na semana passada. Segundo representantes, a empresa também foi afetada pela crise da FTX, e possui cerca de US$ 355 milhões presos na exchange.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok