Com R$ 14 bilhões em empréstimos, gigante cripto Genesis congela pedidos de saque

Plataforma de serviços financeiros com criptoativos teria sido afetado por alta em solicitações de retirada após quebra da FTX
Genesis citou alto volume de pedidos de retirada de capital como causa para pausa nas operações (Genesis Capital/Reprodução/Reprodução)
Genesis citou alto volume de pedidos de retirada de capital como causa para pausa nas operações (Genesis Capital/Reprodução/Reprodução)
J
João Pedro Malar

Publicado em 16/11/2022 às 11:06.

Última atualização em 16/11/2022 às 11:21.

A área de empréstimos da Genesis Global Trading, uma importante plataforma de serviços financeiros com criptoativos, suspendeu operações de pagamento para credores e novas ofertas de crédito nesta quarta-feira, 16, citando um volume "anormal de retiradas" após a falência da FTX.

A informação foi compartilhada com os clientes da empresas pelo CEO interino da empresa, Derar Islim. O último balanço trimestral da unidade de empréstimos da companhia, a Genesis Global Capital, apontou um total de US$ 2,8 bilhões (R$ 14,89 bilhões, na cotação atual) em empréstimos ativos.

(Mynt/Divulgação)

De acordo com Islim, a unidade de empréstimos é capitalizada de forma independente da Genesis Global Capital, com as duas operações ocorrendo sem relação. Por isso, a área de custódia e negociação segue "totalmente operacional".

Segundo o CEO, o braço de empréstimos busca agora opções para aumentar sua liquidez. A Bloomberg informou na segunda-feira, 14, que a Genesis Global Capital receberá US$ 140 milhões da sua empresa controladora, a Digital Currency Group.

O objetivo do aporte é apoiar o balanço de pagamentos da empresa, que tinha cerca de US$ 175 milhões sob custódia na FTX que estão atualmente bloqueados. Quando o anúncio foi feito, a Genesis tinha afirmado que seu braço de empréstimos não tinha sido afetado pelo caso.

Em um post nesta quarta-feira, a empresa disse que reconhece "o quão desafiadora foi a semana passada devido ao impacto das notícias da FTX", e que está "totalmente focada em fazer tudo o que puder para atender nossos clientes e navegar neste difícil ambiente de mercado".

"Os negócios à vista e de derivativos e custódia da Genesis permanecem totalmente operacionais", diz a empresa. Já sobre a situação do braço de empréstimos, ela informou que "a FTX criou uma turbulência de mercado sem precedentes, resultando em solicitações de retirada anormais que excederam nossa liquidez atual".

A Genesis ressaltou que contratou conselheiros para explorar as possíveis opções para solucionar o caso, e que deve apresentar na próxima semana um plano para resolver os problemas com empréstimos.

Uma das afetadas pela decisão da Genesis é a corretora de criptoativos Gemini. Em um post no Twitter, a exchange informou que a suspensão de pagamentos para credores afeta apenas o programa Gemini Earn, em que os clientes podem emprestar suas criptomoedas e receber uma taxa de retorno mensalmente.

Com a suspensão, os clientes da Gemini que participam da iniciativa poderão enfrentar problemas para resgatar as criptomoedas emprestadas. A exchange disse que está "trabalhando com a equipe da Genesis para ajudar os clientes a resgatar seus fundos do programa Earn o mais rápido possível" e que foi "encorajada pelo compromisso da Genesis e do Digital Currency Group em fazer tudo ao seu alcance para cumprir suas obrigações com os clientes".

"Isso não afeta nenhum outro produto e serviço da Gemini. A Gemini é uma exchange e custodiante de reserva total. Todos os fundos do cliente depositados são mantidos 1:1 e estão disponíveis para retirada a qualquer momento", ressaltou a corretora de criptoativos.

A melhor experiência e atendimento em português. Ninguém merece consultar o tradutor online enquanto tem problemas com o suporte, por isso, a Mynt tem atendimento humanizado 24 horas e em português. Abra sua conta e tenha uma experiência única ao investir em crypto.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok