Future of Money

O halving do bitcoin está chegando: o que é e como funciona

Halving do bitcoin é "evento do ano"; entenda o que isso significa, como ele funciona e qual o seu impacto na cotação das criptomoedas

 (Reprodução/Shutterstock)

(Reprodução/Shutterstock)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 17 de abril de 2024 às 10h53.

Última atualização em 17 de abril de 2024 às 10h59.

Faltam apenas cerca de dois dias para o halving do bitcoin, um dos eventos mais aguardados por investidores e especialistas em criptomoedas este ano. Conforme o "evento do ano" se aproxima, ele também se torna um dos principais assuntos para aqueles interessados na classe de ativos digitais. Mas afinal, o que é o halving do bitcoin e como ele funciona?

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.

O que é o halving?

O halving do bitcoin é um evento que acontece apenas uma vez a cada quatro anos desde que a primeira criptomoeda do mundo foi criada, há pouco mais de uma década.

Ele é responsável por cortar a emissão do bitcoin pela metade, como parte de sua escassez programada que faz com que a criptomoeda seja classificada até mesmo como o "ouro digital" por nomes importantes como Larry Fink, CEO da BlackRock.

Tudo isso acontece a partir da recompensa paga aos mineradores em bitcoin por seu trabalho ao validar transações no blockchain. Ela é cortada pela metade com o halving. O plano de Satoshi Nakamoto, criador anônimo do bitcoin, é que isso vá acontecendo uma vez a cada quatro anos até que a recompensa chegue a zero e a criação de novos bitcoins seja interrompida.

Quando o halving acontecer, daqui a aproximadamente dois dias, as negociações da criptomoeda e de outros ativos não serão afetadas, podendo ocorrer normalmente.

Qual é o impacto do halving no preço do bitcoin?

Para além de uma característica do funcionamento da rede do Bitcoin, o halving também se tornou um evento famoso e muito aguardado por investidores após ter se caracterizado como um importante catalisador do preço da criptomoeda.

yt thumbnail

Historicamente, o halving foi responsável por impulsionar o preço do bitcoin para novas máximas todas as vezes que aconteceu:

 Primeiro halving (2008): o preço do bitcoin era de US$ 13 na data do halving. No ano seguinte, o ativo subiu para US$ 1.152;
• Segundo halving (2016): o preço do bitcoin era US$ 664 e subiu para US$ 17.760;
 Terceiro halving (2020): o preço do bitcoin era US$ 9.734 e subiu para US$ 67.549.

Por conta disso, muitas expectativas foram criadas entre investidores e especialistas para o halving deste ano. Enquanto muitos estão otimistas, outros também se mostram cautelosos. Apesar disso, a espera pelo halving já colaborou para altas recentes da criptomoeda.

Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptomoedasCriptoativosMineração de bitcoin

Mais de Future of Money

El Salvador usa energia de vulcão para obter R$ 149 milhões em bitcoin

Estado nos EUA revela investimento de R$ 800 milhões em ETFs de bitcoin

Cenário macroeconômico dos EUA será decisivo para o bitcoin nos próximos meses; entenda

Deutsche Bank vai participar de projeto para testar tokenização em Singapura

Mais na Exame