Future of Money

Governo da Alemanha faz nova transferência milionária de bitcoins e reforça medo no mercado

Autoridades alemãs possuem mais de US$ 2 bilhões em unidades da criptomoeda, e risco de venda prejudica preço do bitcoin

Governo da Alemanha movimentou quantia bilionária de bitcoins (Caspar Benson/Getty Images)

Governo da Alemanha movimentou quantia bilionária de bitcoins (Caspar Benson/Getty Images)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 8 de julho de 2024 às 12h31.

O governo da Alemanha realizou nesta segunda-feira, 8, uma nova transferência milionária de bitcoins para carteiras digitais em corretoras de criptomoedas, intensificando os temores sobre uma venda de ativos e mantendo uma pressão no preço da maior cripto do mercado.

Dados divulgados pela empresa de investigação de blockchains Arkham Intel apontam que as autoridades alemãs transferiram, ao todo, 1.283 unidades do ativo, equivalentes a cerca de US$ 72 milhões na cotação atual (mais de R$ 360 milhões). As transferências ocorreram para as empresas Kraken, B2C2 Group e Cumberland DRW.

As transferências pelo governo alemão começaram há alguma semanas, mas ganharam força desde a semana passada. Na última quinta-feira, 4, as autoridades enviaram mais de US$ 300 milhões em bitcoin para carteiras digitais nas corretoras de criptomoedas Kraken, Bitstamp e Coinbase.

Em geral, a transferência de ativos para carteiras digitais em corretoras indica uma intenção do dono das moedas digitais em vendê-las. Mesmo assim, não há como saber ao certo se o governo da Alemanha vendeu ou pretende vender os ativos enviados às exchanges.

Em janeiro deste ano, a polícia da Alemanha recebeu cerca de US$ 2 bilhões em bitcoins, equivalentes a 50 mil unidades do ativo, que foram cedidos voluntariamente pelos suspeitos de operar um site de pirataria digital.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

O temor no mercado é que o governo se desfaça de toda essa quantia, ou de boa parte dela, nas próximas semanas. Esse cenário resultaria em um aumento repentino da oferta da criptomoeda e, sem uma demanda proporcional, levaria à desvalorização do ativo.

Por isso, o mercado tem tentado se antecipar a essa possibilidade, levando a uma queda de mais de 8% no preço do bitcoin no acumulado dos últimos sete dias. Além do governo da Alemanha, a corretora falida Mt. Gox também tem contribuído para essa pressão vendedora.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:AlemanhaBitcoinCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Bitcoin encerra semana com recuperação, mas riscos com pressão de venda continuam

SEC encerra investigações sobre criptomoeda pareada ao dólar BUSD

MicroStrategy, maior detentora de bitcoin, anuncia desdobramento de ações nos EUA

Ethereum ronda maior nível de criptos "travadas" em staking, enquanto mercado espera ETFs

Mais na Exame