Future of Money

Empresa aproveita queda do bitcoin e investe mais de R$ 12 milhões na criptomoeda

Companhia japonesa Metaplanet intensificou compras de unidades do ativo nas últimas semanas, mesmo com a desvalorização no preço

Bitcoin voltou a cair com incertezas no mercado (Reprodução/Reprodução)

Bitcoin voltou a cair com incertezas no mercado (Reprodução/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 8 de julho de 2024 às 14h52.

Última atualização em 8 de julho de 2024 às 15h05.

O bitcoin continua operando em queda nesta segunda-feira, 8, mas o desempenho negativo da criptomoeda nos últimos dias não afastou alguns de seus investidores. É o caso da empresa japonesa Metaplanet, que anunciou uma nova aquisição de 42 unidades do ativo.

Em um comunicado público ao mercado no domingo, 7, a companhia informou que as unidades da criptomoeda foram adquiridas por 400 milhões de ienes, a moeda japonesa. O valor é equivalente a cerca de US$ 2,4 milhões, ou R$ 12 milhões, considerando a cotação atual.

Com a nova aquisição, a empresa aproveitou a queda recente do bitcoin para investir no ativo com um preço mais baixo que o observado até a primeira quinzena de junho. O movimento faz parte de uma intensificação das aquisições da criptomoeda pela empresa japonesa.

Até o momento, a companhia adquiriu cerca de 203 unidades do ativo, ou cerca de US$ 11 milhões. O valor ainda está distante das aquisições dos maiores detentores da criptomoeda, mas a Metaplanet tem ampliado consistentemente suas reservas.

De acordo com a empresa, as aquisições de bitcoin fazem parte de uma estratégia para "utilizar o excesso de fluxo de caixa para implementar uma governança corporativa que agregue valor, com estratégias de gestão financeira como financiamento de dívidas e ações para acumulação de bitcoin".

E a Metaplanet não é a única empresa que tem investido no bitcoin para a composição de suas reservas patrimoniais. A companhia mais conhecida a implementar e a iniciar essa estratégia é a MicroStrategy, que atua na área de desenvolvimento e fornecimento de softwares.

Ao todo, a MicroStrategy possui agora 214.278 unidades de bitcoin, ou cerca de US$ 7,53 bilhões e com um preço médio de aquisição de US$ 35.164 por unidade. A empresa possui mais de US$ 2 bilhões em lucros com as compras, considerando a valorização da criptomoeda.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:CriptomoedasCriptoativosBitcoin

Mais de Future of Money

Bitcoin ou ether: o que comprar após forte queda das criptomoedas?

Empresa brasileira usa tokenização para permitir investimentos em hits do piseiro

União Europeia vai apoiar projeto que usa blockchain para criar soluções de sustentabilidade

ETFs de Ethereum podem atrair US$ 10 bilhões e levar cripto à máxima histórica, diz analista

Mais na Exame