Fan tokens: São Paulo é o 4º clube brasileiro a lançar criptomoeda própria

Clube paulista fecha contrato de cinco anos com a Socios.com para emissão de fan tokens; clube também vai estampar marca da plataforma em sua camisa
São Paulo é o quarto clube do futebol brasileiro a assinar com a plataforma de fan tokens Socios.com (Divulgação/Socios.com/SPFC)
São Paulo é o quarto clube do futebol brasileiro a assinar com a plataforma de fan tokens Socios.com (Divulgação/Socios.com/SPFC)
Por Gabriel RubinsteinnPublicado em 06/10/2021 11:43 | Última atualização em 06/10/2021 11:43Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Os clubes brasileiros continuam mergulhando de cabeça no mercado de criptoativos. Depois de Atlético-MG, Corinthians e Flamengo, o São Paulo é o novo gigante do futebol brasileiro a anunciar parceria para lançamento da sua criptomoeda própria - no caso, mais um fan token em parceria com a plataforma Socios.com.

"Seja bem-vindo, São Paulo FC! Um gigante do futebol brasileiro e mundial que se une à família Socios.com", publicou o perfil oficial da plataforma no Twitter, nesta quarta-feira, 6.

Segundo o próprio São Paulo, o acordo da parceria tem duração de cinco anos, até outubro de 2026, e, diferentemente do que aconteceu com os outros clubes brasileiros que assinaram com a plataforma, inclui exposição da marca na camisa da equipe paulista.

“É muito gratificante termos a Socios.com como nossos parceiros e, sem dúvida, é mais uma prova de que o nosso Tricolor é amplamente reconhecido como uma marca global. Além disso, a entrada do São Paulo em um universo em franca expansão é mais uma iniciativa que demonstra o protagonismo que queremos de volta ao clube que, passo a passo, vamos conseguir chegar lá”, disse o presidente do clube, Julio Casares, em comunicado.

“O São Paulo é um grande nome do futebol, não só no Brasil, mas em todo o mundo e é nosso privilégio recebê-los a bordo. Mal podemos esperar para começar e estamos ansiosos para criar história com seus fãs apaixonados”, Alexandre Dreyfus, CEO da Socios.com.

Os detalhes dos acordos de parceria com a Socios.com são mantidos sob sigilo mas, na maioria dos casos no Brasil, os clubes ficam com 50% do valor arrecadado com a venda dos tokens. No caso do Corinthians, por exemplo, a primeira emissão dos tokens SCCP geraram uma receita bruta de quase 10 milhões de reais.

Além da Socios.com, outras plataformas em blockchain também emitem os seus próprios fan tokens. O caso mais conhecido é da Bitci, que lançou os criptoativos da Seleção Brasileira há alguns meses.

Os fan tokens são uma espécie de criptoativo que dão aos seus proprietários acesso a benefícios e recompensas, como direito de voto em enquetes - por exemplo, para escolher a cor do ônibus do time -, promoções exclusivas, experiências, entre outros.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube