MicroStrategy anuncia oferta de ações bilionária para comprar mais bitcoin

Com mais de 92 mil bitcoins sob custódia, empresa de desenvolvimento de softwares corporativos venderá até 1 bilhão de dólares em ações ordinárias para aumentar sua posição na criptomoeda

Comandada por Michael Saylor, a MicroStrategy, pioneira na alocação de parte de suas reservas no em bitcoin, anunciou nesta terça-feira, 15, que venderá 1 bilhão de dólares em ações para aumentar sua posição no principal criptoativo do mundo.

De acordo com formulário submetido à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), a MicroStrategy informou ao órgão regulador que irá lançar uma oferta de títulos no mercado para flexibilizar a venda de até 1 bilhão de dólares de ações ordinárias, que serão utilizados para fins corporativos triviais, incluindo a compra de mais bitcoins.

“Pretendemos utilizar o lucro líquido da venda de qualquer ação ordinária de classe A oferecida sob essa proposta para propósitos corporativos gerais, incluindo a aquisição de bitcoin, a menos que seja indicado de outra forma no suplemento aplicável da proposta”

Além disso, mais uma vez, a empresa focada no desenvolvimento de softwares corporativos reiterou a importância de sua estratégia de compra de bitcoins para o seu modelo de negócios, salientando que suas atividades relacionadas à criptomoeda, como o apoio à sua rede, auxiliam no crescimento da MicroStrategy no mercado, fornecendo novas oportunidades para a companhia.

“Acreditamos que nossa estratégia de aquisição de bitcoin é complementar ao nosso negócio de softwares de análise empresarial e serviços, pois acreditamos que nossos bitcoins e atividades relacionadas ao apoio à sua rede aumentam o conhecimento de nossa marca, e podem fornecer oportunidades para garantir novos clientes para nossos serviços de análise”

Pioneira na alocação de parte de suas reservas em bitcoin como uma estratégia de proteção à um cenário econômico com uma alta taxa de inflação, a MicroStrategy detém um total de 92.079 bitcoins adquiridos a um preço médio de 24.450 dólares, que em menos de um ano geraram um lucro de aproximadamente 1,5 bilhão de dólares.

Com foco no longo prazo, além da oferta de 1 bilhão de dólares de ações ordinárias para a compra de mais bitcoins, na segunda-feira, 7, a companhia anunciou a emissão de títulos de obrigações seniores, uma espécie de oferta de dívida, no valor de 400 milhões de dólares, que também serão utilizados para aumentar a posição da companhia no criptoativo.

No curso "Decifrando as Criptomoedas" da EXAME Academy, Nicholas Sacchi, mergulha no universo de criptoativos, com o objetivo de desmistificar e trazer clareza sobre o seu funcionamento. Confira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também