Associated Press entra para o blockchain em parceria com Chainlink

Além de fornecer dados sobre as eleições estaduais de 2021 nos Estados Unidos, a Associated Press terá feeds de macroeconomia e esportes no blockchain

A agência de notícias Associated Press (AP), que tem 175 anos de atuação, vai fornecer dados sobre esportes, economia e eleições para a Chainlink, sistema que leva informações e dados do mundo real para o blockchain e permite que os mesmos sejam usados na formulação de contratos digitais e suas respectivas transações.

A parceria, anunciada nesta quinta-feira, 21, é mais um exemplo de marca icônica e com fama mundial a adotar a tecnologia blockchain, enquanto também demonstra os planos da Chainlink para expandir o alcance das finanças descentralizadas (DeFi) em novos espaços.

“Nossa visão é de que o blockchain representa uma economia completamente nova”, afirmou o diretor de blockchain e licenciamento de dados da AP, Dwayne Desaulniers. “E como uma nova economia, ela apenas precisa de muitos inputs, muita confiança, e muita colaboração. O que vemos agora é a adoção ganhando muita força, e o blockchain sendo aceito em metade do tempo que levou para a internet conquistar bilhões de usuários”.

A escolha da AP de fornecer dados para vários blockchains através da Chainlink significa tanto uma mudança em como as fontes de dados valorizam os smart contracts, como também é um aumento significativo no que os smart contracts podem alcançar utilizando os dados da AP, afirmou o cofundador da Chainlink, Sergey Nazarov.

“Assim como vimos a ascensão das finanças descentralizadas (DeFi), a velocidade na qual os oráculos da Chainlink podem trazer novos dados para dentro dos blockchains é a velocidade na qual os desenvolvedores de blockchain podem construir novos aplicativos para os usuários”, afirmou Nazarov. “Com a AP fornecendo dados sobre as eleições, esportes e diversos outros acontecimentos importantes no mundo, os mercados DeFi do ecossistema blockchain agora poderão acessar uma gama de tópicos que antes eram inacessíveis”.

A AP no universo DeFi

A AP já havia unido forças com a Chainlink nas eleições norte-americanas de 2020, quando a agência de notícias publicou um acompanhamento dos resultados no blockchain do Ethereum. Além disso, a AP se demonstrou uma campeã entusiasta do novo boom dos NFTs, vendendo seu primeiro token não-fungível (NFT) no início de 2021.

A agência não só publicará o acompanhamento das eleições norte-americanas deste ano em seu recém lançado nó de oráculo na Chainlink, como também fornecerá uma nova gama de informações relacionadas a economia e esportes. Espera-se que os dados macroeconômicos e esportivos sejam adicionados ainda este ano nas semanas seguintes à eleição, afirmou Desaulniers.

“Nós traremos coisas para o blockchain como produto interno bruto, taxa de desemprego, índice de consumo, e outros dados confiáveis da AP, os quais iremos publicar em nosso nó para que os desenvolvedores possam ter acesso a isso”, afirmou Desaulniers. “Esportes serão outra área: não apenas placares de jogos, mas também notícias rápidas sobre jogadores, transações, lesões”.

A AP, que opera como um coletivo sem fins lucrativos, sob posse de seus jornais e emissoras, evoluiu através da disrupção da publicação online ao diversificar seus canais de receita. Dados on-chain são apenas mais um terreno a descobrir, afirmou Desaulniers.

"Absolutamente, buscamos monetizar os dados que colocarmos no blockchain", afirmou. "Mas você sabe, quanto e qual o preço? É muito cedo, e essas coisas ainda precisaremos descobrir. E pela nossa parte, tudo bem".

Texto traduzido por Mariana Maria Silva e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também