Transição de carreira: descubra como fazer com segurança a sua recolocação

Carreira

Avatar Expert

Faculdade EXAME

Faculdade EXAME

21 de setembro de 2023 , 12:13

Imagem de cima, com uma linha branca no meio. Em cima da linha palavra futuro em inglês e embaixo da linha dois pés masculinos com sapato social.

Nunca é cedo demais para pensar em uma transição de carreira.

Quando e por quê você escolheu fazer o que faz hoje? Neste momento, suas escolhas ainda fazem sentido? Para boa parte dos profissionais ao redor do mundo, não mais. Um levantamento divulgado pelo LinkedIn, revela que 60% dos trabalhadores estão pensando em mudar de emprego ainda em 2023, e 20% já começaram uma busca ativa por outra posição. 

Os motivos para a insatisfação podem ser vários: gestão ruim, falta de flexibilidade, remuneração incompatível, falta de perspectiva de crescimento na carreira, além de questões pessoais, como escolha profissional precoce.

Para quem está diante dessa situação, existem duas possibilidades: manter-se em sua zona de conforto — que já não está tão confortável assim — ou sair dela. E é aí que a transição de carreira surge como uma alternativa para uma vida profissional com mais propósito e bem-estar.

Na prática, o que é transição de carreira?

De forma literal, transição de carreira é quando um profissional decide mudar sua área de atuação. Porém, se nos aprofundarmos nos efeitos dessa decisão, fazer uma transição de carreira pode ser sinônimo de realização.

Uma vez que essa escolha é feita de forma consciente, mostra que agora você tem condições e autoconhecimento necessários para trilhar o caminho que faz mais sentido para você. 

Leia mais: Carta de apresentação: descubra o que é e quando usá-la

Qual o momento certo para mudar? 

A transição de carreira é algo natural, pelo qual todos os profissionais podem passar ao longo de sua trajetória. Para a analista de people & culture da EXAME, Beatriz Bergstein, o momento de mudar a rota chegou cedo: ainda na faculdade.

Em entrevista para a Faculdade EXAME, ela compartilhou que, antes de escolher o curso de publicidade e propaganda, tinha muitas dúvidas sobre qual caminho profissional seguir. “ Eu tinha muita dúvida se queria algo voltado para psicologia ou para a comunicação. Acabei me identificando mais com comunicação e fiz publicidade e propaganda na ESPM”, diz.

Durante a faculdade teve a oportunidade de estagiar em sua área de formação, o que foi um divisor de águas em sua carreira, já que entendeu que não era com aquilo que ela queria trabalhar. 

Ela percebeu que suas habilidades comportamentais e as coisas que gostava de fazer a levavam para outro lugar. “Eu sempre fui uma pessoa muito comunicativa e que gosta de pessoas. Na faculdade, as aulas que eu mais gostava eram as relacionadas ao comportamento do consumidor, psicologia e pessoas”, lembra Beatriz.

“Quando eu vi a vaga aberta para RH na EXAME fiquei muito interessada, porque seria uma oportunidade de juntar as duas coisas que eu gosto muito: pessoas e comunicação”. Ela se aplicou à vaga e sua transição de carreira foi concluída com sucesso.

Hoje, aos 24 anos e após quase três anos como analista de people & culture, sente-se muito realizada. “Eu não poderia ter escolhido a melhor forma de conseguir aplicar tudo o que eu gosto, sou boa e tenho habilidade em fazer”, conta.

Para encorajar quem deseja fazer uma transição de carreira assim como ela, Beatriz deixa algumas dicas:

  1. Procure o autoconhecimento para fazer escolhas mais assertivas;
  2. Crie uma rede de contatos;
  3. Saiba contar a sua história.

5 benefícios de mudar de profissão

Ao fazer uma transição de carreira, você tem a oportunidade de rever a ordem de importância de suas atividades na sua vida. Isso por si só já é um grande benefício, mas não para por aí. Separamos outras vantagens de escolher mudar:

  1. Realização pessoal e profissional;
  2. Oportunidade de autoconhecimento;
  3. Um olhar mais otimista para oportunidades;
  4. Liberdade para escolher uma atividade que você gosta;
  5. Descobrir seu verdadeiro potencial e satisfazer ambições.

Leia mais: Profissões do futuro: conheça as 10 atividades em ascensão

Como fazer transição de carreira em 3 passos? 

Passar por uma transição de carreira não é fácil e não acontece do dia para a noite. Ainda que a escolha seja sua, é provável que a vida de outras pessoas — esposa, marido, filhos ou pais — seja impactada. Isso não precisa ser motivo para temer a movimentação, mas é um ponto a ser considerado no seu planejamento profissional

Separamos um passo a passo simples que pode te ajudar a fazer uma transição de carreira mais leve e segura.

1. Busque autoconhecimento

Agora que você decidiu seguir outra área de atuação, separe um tempo para entender os motivos que te levaram a mudar. Essa autoanálise poderá servir como uma bússola para te guiar nesse momento.

Pense em como seria a rotina, atividades e horários ideais para você, nas coisas que são negociáveis e nas que não são, o modelo de trabalho e o local. Mapeie todos os seus desejos. 

Em paralelo, use a matriz SWOT, uma ferramenta de planejamento estratégico muito utilizada por líderes e gestores para conhecer bem o seu negócio, produtos ou serviços, a fim de identificar oportunidades e ameaças no mercado.

Ela também pode ser usada como uma ferramenta de autoanálise, uma vez que é dividida em quatro quadrantes: habilidades, forças, fraquezas e ameaças. Ao preenchê-la com as suas informações, irá entender onde você está e como se preparar para alcançar seus objetivos

2. Entenda o mercado que você deseja penetrar

Essa etapa é muito importante na hora de escolher uma nova profissão. Muitas vezes, por estarmos dentro da nossa bolha, não temos muito conhecimento sobre que está acontecendo do outro lado. 

Fazer uma transição de carreira sem saber as previsões para o segmento que deseja talvez não seja a melhor estratégia. Sendo assim, busque informações no mercado. O LinkedIn pode ser um aliado nessa busca, além de ser uma forte ferramenta para criar conexões profissionais. 

3. Faça um planejamento estratégico

“Para quem não sabe aonde quer ir, qualquer caminho serve”. Provavelmente você já ouviu essa frase, porém ela não pode ser a sua realidade no momento de transição de carreira, é preciso se planejar! 

Com os objetivos, prazos e metas factíveis estabelecidos no planejamento, é possível criar estratégias mais seguras e com menor margem de erros. Nesta etapa, a ferramenta 5W2H pode ajudar a tornar o seu sonho de transição de carreira em realidade. 

Suas siglas significam: 

  • Why – por que será feito?
  • Where – onde será feito?
  • When – quando será feito?
  • Who – por quem será feito?
  • How – como será feito?
  • How much – quanto vai custar?

Ou seja, a 5W2H atua como um checklist que transforma análises e estratégias em ações práticas, indicando atividades e prazos.

Qual a importância de uma mentoria de carreira?

Fazer uma transição de carreira pode ser um caminho solitário. Em algum momento, pode ser que você sinta a necessidade de ter o aconselhamento de alguém que já passou pelo que você está passando. É aí que uma mentoria de carreira se torna essencial.

Na mentoria, alguém mais experiente dá orientações e direcionamentos a alguém mais jovem e inexperiente, sendo assim é uma ferramenta valiosa para quem busca desenvolvimento profissional.

Procure por um mentor que esteja inserido no segmento que você deseja entrar, assim suas experiências poderão dar um direcionamento do caminho a seguir. 

Leia mais: Profissional ESG: o mercado está de portas abertas para você

Avatar Expert

Faculdade EXAME

Faculdade EXAME

A Faculdade de quem faz. Promovendo profissionalismo, inovação e empreendedorismo