Em um trimestre, Intelbras recicla 72% do volume de material de 2021

A Intelbras teve uma receita de R$ 1.204.628,00 em 2021 com a venda de resíduos para reciclagem e acelerou o processo neste ano; entenda como
Filial São José (SC) da Intelbras (//Divulgação)
Filial São José (SC) da Intelbras (//Divulgação)
M
Marina FilippePublicado em 15/07/2022 às 11:00.

A empresa brasileira Intelbras reciclou 643.006 quilos de materiais nos primeiros três meses deste ano. Isto equivale a 72% do total reciclado no ano passado, quando foram registrados 882.022 quilos. A iniciativa acontece nas quatro unidades da companhia, localizadas em São José (SC), Santa Rita do Sapucaí (MG), e Manaus (AM).

“No primeiro trimestre deste ano, as quatro unidades da nossa companhia tiveram mais de 80% dos seus resíduos reciclados, um resultado que mostra o esforço da empresa em cuidar do meio ambiente”, diz Marciel Linhares, gerente de qualidade da Intelbras.

Do total reciclado, 20.238 quilos derivaram da matriz e 230.139 quilos da filial de São José. Juntas, as duas unidades atingiram um percentual de reciclagem de 81,7%. Já a filial de Manaus reciclou 314.528 quilos de materiais, que equivalem a 87% do total dos produtos possíveis de serem reaproveitados. Por fim, a unidade de Minas reciclou 78.101 quilos, que representam um percentual de reciclagem de 82%.

Os materiais reciclados são papel e papelão, plástico, sucata de ferro, eletroeletrônicos, madeira, ABS (usado nas carcaças dos produtos), metal, borra de solda e baterias de chumbo-ácido. “Também entram no cálculo os produtos retornados por meio de logística reversa. Eles são desmontados e separados segundo suas características, para que tenham o destino adequado: reciclagem ou encaminhamento para aterros industriais”, explica Linhares.

Os resultados de reciclagem tiveram aumento por conta dos seguintes processos:

  • A reciclagem começa com o Coleta Seletiva, onde internamente a empresa disponibiliza contenedores nas áreas para cada tipo de material de acordo com as cores estabelecidas pela legislação. Desta forma os funcionários já realizam a separação no ponto de trabalho mesmo ou nas áreas comuns como copas e corredores. Ao longo do dia é realizada a retirada destes resíduos pela equipe de limpeza e conservação e direcionados ao armazenamento temporário que pode ser na Central de Resíduos ou na área externa da empresa dependendo do tipo de resíduo gerado.
  • A destinação dos resíduos, tantos os gerados por funcionários, quanto os gerados pelo processo fabril, é realizada com maior periodicidade aos parceiros que dão destinação adequada, seja pela reintrodução em novo processo ou destinação em aterros licenciados no caso dos resíduos não passíveis de reciclagem. Para todos os resíduos que saem da Intelbras são emitidos documentos legais como Manifesto de Transporte de Resíduos e Certificado de Destinação final conforme prevê o órgão ambiental de cada estado.
  • O aperfeiçoamento da reutilização de resíduos, diminuindo consideravelmente o desperdício. Desta forma, resíduos como papelão e plástico originários do processo de produção na filial de Manaus foram todos reciclados, bem como todo o papelão, o plástico e o metal advindos do sucateamento de algumas soluções tecnológicas, na filial de Santa Rita do Sapucaí, contribuindo para os números positivos de reciclagem.

Processo de reciclagem

Os materiais destinados a reciclagem são comprados por parceiros devidamente homologados – que atendem à legislação ambiental vigente – e então são inseridos no processo de fabricação de outros produtos. O isopor, por exemplo, é coletado por uma empresa que fabrica molduras, rodapés e roda tetos.

Parte dos materiais também é diretamente reaproveitada pela Intelbras, como as peças injetadas, entre outras sobras. Estas são moídas e reinseridas no processo de injeção, pois são peças que não têm muito apelo estético, caso das bases de produtos.

“Nossos processos de reciclagem são rigorosos e atendem às exigências dos órgãos ambientais. Junto às empresas que recebem nossos resíduos, somos corresponsáveis pelo que é feito dos materiais. Todas as informações relativas ao processo são cadastradas nos sites dos órgãos ambientais, e anualmente informamos ao Ibama qual é o resíduo, seu destino, e o nome do transportador”, diz o executivo.

Coleta seletiva

A coleta seletiva reduz a contaminação do solo e a poluição da água, sendo uma prática ecologicamente recomendada. Outro benefício é que pode ser financeiramente sustentável para as empresas.

A Intelbras teve uma receita de R$ 1.204.628,00 em 2021 com a venda de resíduos para reciclagem. O valor arrecadado no processo é revertido para a cobertura dos custos de envio dos produtos que ainda não podem ser reciclados – como resíduos químicos – para aterros sanitários e industriais.

“Por mais que haja um retorno financeiro com a prática, o esforço empreendido por nossas equipes em busca de reciclar a maior quantidade possível de resíduos demonstra que a prioridade da empresa é atuar de forma sustentável e promover nosso DNA inovador procurando sempre novas maneiras de agir de forma correta com o meio ambiente”, salienta Maria Elisa Sperber, especialista em gestão da qualidade da Intelbras.