Vendas de tablets devem ter 2ª queda no Brasil, diz IDC

as vendas recuaram no ano passado diante da valorização do dólar e da competição com celulares inteligentes de telas maiores

São Paulo - A venda de tablets no Brasil deve recuar 29% este ano, para 4,1 milhões de unidades, após cair no ano passado 38%, na primeira queda anual desde 2010, quando o aparelho começou a ser comercializado no Brasil, informou nesta segunda-feira a empresa de pesquisa de mercado IDC.

Além da crise econômica no país, as vendas de tablets recuaram no ano passado diante da valorização do dólar e da competição com celulares inteligentes de telas maiores, afirmou o analista Pedro Hagge, em comunicado da IDC à imprensa.

Na semana passada, a IDC divulgou queda de 13,4% nas vendas de smartphones no Brasil em 2015 e expectativa de recuo de 13% para este ano. A previsão da empresa para as vendas de computadores pessoais é de queda de 18% em 2016, após retração de 36% em 2015.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.