UE deve elevar importação de farelo nos próximos meses

Segundo a consultoria Oil World, expectativa é de que as novas safras na América do Sul ajudem a pressionar os preços

Hamburgo - A União Europeia deverá aumentar suas importações de farelo de soja nos próximos meses com os fabricantes de ração na expectativa de que as novas safras na América do Sul ajudem a pressionar os preços, disse a consultoria Oil World, sediada em Hamburgo, nesta terça-feira.

A UE importará 17,5 milhões de toneladas de farelo entre janeiro e setembro, acima das 16,21 milhões de toneladas de igual período do ano anterior, estimou a Oil World.

Os produtores de ração cortaram as importações de farelo no ano passado diante dos altos preços depois do estrago causado pela seca às lavouras de soja em diversas regiões e deprimindo a condição da pecuária na Europa, disse a consultoria.

Os fabricantes de ração contam com baixa cobertura para os meses de verão em 2013 e devem começar a elevar as importações a partir de abril, quando as ofertas de grandes safras no Brasil e Argentina entram no mercado.

Mesmo assim, o grande número de consumidores à espera de preços mais baixos do farelo quando a oferta da América do Sul entrar no mercado pode puxar os preços para cima, alertou a Oil World.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também