Setor privado dos EUA frustra mercado e fecha vagas de trabalho em janeiro

Foram fechados 301 mil postos de trabalho no setor privado no mês passado, segundo o relatório
 (Octavio Jones/Reuters)
(Octavio Jones/Reuters)
Por ReutersPublicado em 02/02/2022 11:46 | Última atualização em 02/02/2022 12:04Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O setor privado dos Estados Unidos fechou vagas de trabalho inesperadamente em janeiro, provavelmente porque o ressurgimento das infecções por covid-19 interrompeu a atividade empresarial, mostrou o Relatório Nacional de Emprego da ADP nesta quarta-feira.

Foram fechados 301 mil postos de trabalho no setor privado no mês passado, segundo o relatório. Os dados de dezembro foram revisados para baixo para mostrar 776 mil vagas criadas, em vez das 807 mil inicialmente relatadas.

Economistas consultados pela Reuters previam a abertura de 207 mil novos postos de trabalho em janeiro.

"A recuperação do mercado de trabalho deu um passo para trás no início de 2022 devido aos efeitos da variante ômicron e seu impacto significativo, embora provavelmente temporário, sobre o crescimento do emprego", disse Nela Richardson, economista-chefe a ADP, no relatório.

O relatório da ADP é desenvolvido em conjunto com a Moody's Analytics e foi publicado antes do dado de emprego mais abrangente do Departamento de Trabalho, que será divulgado na sexta-feira. No entanto, ele tem um histórico fraco de previsão da criação de vagas no setor privado no relatório do governo, devido a diferenças de metodologia.

Economistas esperam que a criação de vagas fora do setor agrícola tenha tido aumento moderado ou até recue em janeiro, depois que as infecções por coronavírus, impulsionadas pela variante ômicron, atingiram o país.

De acordo com uma pesquisa do Censo americano, publicada em meados de janeiro, 8,8 milhões de pessoas relataram não estar trabalhando por motivos relacionados ao coronavírus entre 29 de dezembro e 10 de janeiro.

De acordo com pesquisa da Reuters com economistas, devem ter sido criadas 150 mil vagas fora do setor agrícola em janeiro. A economia americana gerou 199 mil empregos em dezembro, o menor número em um ano.

A Casa Branca tem tentado freneticamente preparar o país para a divulgação de um número decepcionante, com diversas autoridades fornecendo uma prévia do relatório.

"Acho que o ponto importante, a partir da nossa perspectiva, é a força subjacente da economia", disse Jared Bernstein, integrante do Conselho de Assessores Econômicos da Casa Branca, à CNN nesta semana. "A força subjacente do mercado de trabalho continua porque, como vimos, o número de casos está regredindo."

Os Estados Unidos estão reportando uma média de 461.097 novas infecções diárias por coronavírus, número bem abaixo das mais de 700 mil em meados de janeiro, de acordo com uma análise da Reuters a partir de dados oficiais.

A demanda por mão de obra está forte, com menos trabalhadores disponíveis. Foram abertas 10,9 milhões de vagas no final de dezembro.