Setor de serviços da China atinge maior nível em 6 meses

Resultado mostra aceleração moderada na segunda maior economia do mundo

Pequim - A atividade do setor de serviços da China registrou o ritmo de expansão mais rápido em seis meses em setembro, resultado do crescimento da demanda, mostrando aceleração moderada na segunda maior economia do mundo.

O Índice de Gerentes de Compras oficial (PMI) para o setor não-manufatureiro aumentou para 55,4 em setembro --a maior leitura desde março--, ante 53,9 em agosto, informou o Escritório Nacional de Estatísticas, na quinta-feira.

Uma leitura acima de 50 indica que a atividade na indústria está acelerando, enquanto que abaixo de 50 indica contração.

O subíndice que mede as novas encomendas, tanto domésticas como no exterior, subiu para 53,4 em setembro, ante 50,9 em agosto, enquanto que os preços de insumos e encargos de serviços perderam força, mostrou a pesquisa.

O setor de serviços, que até agora tem resistido à desaceleração global muito melhor do que o setor industrial, é um pilar cada vez mais importante na economia da China, especialmente porque o governo pretende expandir o consumo interno para impulsionar o crescimento.

O setor de serviços representou 45 por cento da economia em 2012 e é o maior empregador na China.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.