Recuperação do setor de serviços da China acelera em março

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) subiu a 54,3, nível mais alto desde dezembro

A recuperação do setor de serviços da China ganhou velocidade em março uma vez que as empresas contrataram mais trabalhadores e o otimismo aumentou, embora pressões inflacionárias tenham permanecido, mostrou nesta terça-feira pesquisa do setor privado.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) de serviços do Caixin/Markit subiu a 54,3, nível mais alto desde dezembro, de 51,5 em fevereiro, bem acima da marca de 50 que separa crescimento de contração.

As empresas informaram o mais forte aumento na atividade e nas vendas totais em três meses. As novas encomendas para exportação continuaram a contrair, mas a um ritmo mais lento.

O subíndice do emprego voltou a território positivo uma vez que as empresas contrataram mais trabalhadores do que dispensaram, mostrou a pesquisa.

Os resultados ficaram em linha com a pesquisa oficial divulgada na semana passada.

"Os surtos de Covid-19 que ocorreram no outono e no inverno basicamente acabaram, e o setor de serviços se recuperou rapidamente com a oferta e a demanda expandindo", disse Wang Zhe, economista sênior do Caixin Insight Group.

Mas os custos para os fornecedores de serviços continuaram a aumentar, de acordo com a pesquisa, ainda que a um ritmo mais lento do que no mês anterior.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.