Queda do preço internacional deve baratear xícara de café

Os contratos futuros do café continuam caindo e atingiram o menor nível em 29 meses à medida que o real continua se desvalorizando

A seleção brasileira continua ganhando na Copa do Mundo, mas uma das principais commodities exportadas pelo Brasil está perdendo.

Os contratos futuros do café continuam caindo e atingiram o menor nível em 29 meses à medida que o real continua se desvalorizando em relação ao dólar, aumentando o atrativo das vendas ao exterior cotadas em dólar.

A produção no Brasil, o maior produtor e exportador do mundo, atingirá um nível recorde neste ano. A queda dos preços pode beneficiar empresas como Starbucks, a maior rede de cafeterias do mundo, e a Nestlé, fabricante das marcas Nescafé e Nespresso.

Na segunda-feira, o café arábica para entrega em setembro caiu 3 por cento e fechou a US$ 1,1165 a libra-peso na ICE Futures U.S. em Nova York, maior queda para um contrato mais ativo desde 11 de outubro.

Antes disso, o preço havia atingido US$ 1,1155, o menor patamar desde 20 de janeiro de 2016. O real teve desvalorização de 1 por cento após acumular queda de 15 por cento no segundo trimestre.

O café caiu 19 por cento desde o fim de 2016 e o real recuou 17 por cento.

Preço do café e cotação do Real A linha branca mostra preço dos contratos futuros de café-arábica em centavos por libra (0,45 kg), com valores na coluna da direita. A linha azul mostra a cotação do real em relação ao dólar, com valores na coluna da esquerda.

A linha branca mostra preço dos contratos futuros de café-arábica em centavos por libra (0,45 kg), com valores na coluna da direita. A linha azul mostra a cotação do real em relação ao dólar, com valores na coluna da esquerda. (Gráfico/Bloomberg)

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.