Presidente da CNI elogia mudanças na poupança

Robson Braga de Andrade participou da reunião da presidente Dilma Rousseff com mais de 20 empresários no Palácio do Planalto

Brasília - O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, elogiou nesta quinta-feira a decisão do governo de mudar as regras de remuneração da caderneta de poupança.

Andrade participou da reunião da presidente Dilma Rousseff com mais de 20 empresários no Palácio do Planalto, em conversa que durou cerca de duas horas. "(A decisão) facilita na redução dos juros, tanto para a indústria quanto para a pessoa física", disse Andrade.

"Se não houvesse essa modificação, todo capital que hoje é aplicado em investimentos de renda fixa e em outros investimentos dos bancos migrariam para a poupança.

Isso faria com que o sistema financeiro brasileiro não tivesse os recursos necessários para investir nas empresas privadas, na infraestrutura e outras ações do País", disse o presidente da CNI.

De acordo com Andrade, houve consenso entre os participantes da reunião de que é necessário uma redução de juros para que o Brasil possa caminhar em uma direção de "crescimento sustentável a longo prazo".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.