Portugal mantém austeridade em orçamentos para 2015

Proposta do governo português modifica a carga fiscal sobre os contribuintes, ao aumentar alguns impostos e diminuir outros

Lisboa - O governo de Portugal divulgou nesta quarta-feira seu projeto de orçamento para 2015, que em linhas gerais mantém as políticas de austeridade com o propósito de reduzir o déficit do país até 2,7% do PIB.

"Este é um orçamento sério, que garante a continuidade dos ajustes", explicou a ministra das Finanças portuguesa, Maria Luís Albuquerque, que lembrou que o país desfruta de maior autonomia cinco meses após fechar seu resgate, o que representa para o governo, segundo ela, "uma responsabilidade acrescentada".

A proposta do governo português modifica a carga fiscal sobre os contribuintes, ao aumentar alguns impostos (como os de tabaco, álcool e combustíveis) e descer outros (como a taxa que as empresas pagam por cada funcionário) apesar de prever para o próximo ano um crescimento de sua economia de 1,5% e uma queda do desemprego para 13,4%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.