Política monetária neutra ajuda a reformar oferta, diz BC chinês

Em entrevista, presidente do banco também afirmou que a China não buscará deliberadamente incluir seu mercado de títulos nos índices globais

Pequim - Tornar a política monetária neutra ajudará as reformas do lado da oferta da China, afirmou nesta sexta-feira o presidente do banco central do país, Zhou Xiaochuan.

A política monetária da China é prudente e neutra e o banco central tem muitas ferramentas à sua disposição, disse Zhou em entrevista à imprensa durante sessão anual do Parlamento em Pequim.

Ele também afirmou que a China não buscará deliberadamente incluir seu mercado de títulos nos índices globais.

Pan Gongsheng, vice presidente do banco central e chefe do regulador de câmbio Safe, disse na mesma entrevista que a China tem amplo potencial para abrir seu mercado de títulos a investidores externos.

A China está tentando encorajar mais investimentos para compensar a pressão da saída de capital, o que está pesando sobre o iuane e as reservas cambiais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.