A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Plano da Cesp deve ser finalizado no 2º semestre

Conselho deve aprovar no segundo semestre o plano de investimento da companhia de energia paulista para os próximos ano

São Paulo - O Conselho de Administração da Cesp deve aprovar no segundo semestre o plano de investimento da companhia de energia paulista para os próximos anos, afirmou nesta terça-feira o diretor financeiro, Almir Martins.

Em teleconferência a analistas e jornalistas, o executivo comentou ainda que nenhuma opção está sendo descartada nas análises, incluindo novos projetos e participação em empreendimentos já existentes.

"Não descartamos entrar em eólica. Tudo é possível. Tem várias frentes, energia de biomassa, eólica (...) Se for esse o caminho, pode ter participação em empreendimentos, eventualmente participar de alguma coisa que já esteja em andamento", disse o executivo. Ele ressaltou, porém, que para a empresa participar de empresas de propósito específico em novos projetos será necessária uma autorização legislativa, já que a Cesp é estatal.

"A missão da diretoria é estudar todas as frentes", acrescentou.

A companhia anunciou na semana passada que teve um salto no lucro líquido do primeiro trimestre, para cerca de 845 milhões de reais.

Enquanto prepara o plano, a Cesp deve dar entrada no mês que vem a processo contra a proposta de indenização do governo federal sobre a hidrelétrica Três Irmãos. O governo propôs cerca de 1,8 bilhão de reais enquanto a Cesp considera como valor justo 3,8 bilhões, disse Martins.

Ele admitiu que o processo pode levar anos para ser concluído, mas afirmou que "é possível, no decorrer do processo, que esse valor em controverso seja pago para continuarmos discutindo a diferença".

Sobre dividendos, o executivo disse que se a Cesp optar por ter um plano de investimentos, após decisão do Conselho no segundo semestre, o montante excedente aos 10 por cento do capital para remuneração aos acionistas será direcionado ao programa.

A empresa deve pagar aos acionistas cerca de 400 milhões de reais em 30 de junho e mais cerca de 400 milhões em novembro, relativos aos resultados de 2013, disse o Martins.

O executivo comentou ainda que a Cesp pagará dívidas de cerca de 1,4 bilhão de reais. Desse total, quase 1 bilhão serão pagos em janeiro.

"Estamos preocupados em fazer um planejamento financeiro adequado que permita à empresa chegar ao final do ano em posição bastante favorável em relação aos compromissos financeiros", disse Martins. Ele respondeu a pergunta sobre se a empresa poderia preservar mais caixa este ano para se preparar para o pagamento de dívida no próximo ano.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também