PIB da Rússia pode contrair mais de 8% no 2º tri de 2020, diz BC

Banco Central da Rússia informou que considera realizar um novo corte na taxa básica de juros em junho

A economia da Rússia pode contrair mais de 8% no segundo trimestre de 2020, disse nesta sexta-feira a presidente do banco central Elvira Nabiullina, acrescentando que o banco revisará sua previsão mais recente para o Produto Interno Bruto (PIB).

Nabiullina afirmou que a diretoria da autarquia não vê necessidade de cortar a taxa de juros para níveis abaixo da inflação anual para sustentar a economia em meio à crise de coronavírus.

A expectativa é de que o banco central reduza sua taxa básica, agora em 5,5%, em até 100 pontos-base em junho, para amortecer o impacto econômico da pandemia.

Sobre a inflação, Nabiullina disse que a previsão do banco central para o final do ano é de 3,8% a 4,8%, com o pico da inflação anual projetado para o verão.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.