Economia

Petrobras anuncia aumento de preço da gasolina e gás de cozinha

Parcela da estatal na composição do preço ao consumidor será de R$ 2,20 por litro

Petrobras: estatal é dirigida por Magda Chambriard (André Motta de Souza / Agência Petrobras/Divulgação)

Petrobras: estatal é dirigida por Magda Chambriard (André Motta de Souza / Agência Petrobras/Divulgação)

Mateus Omena
Mateus Omena

Repórter da Home

Publicado em 8 de julho de 2024 às 12h55.

Última atualização em 8 de julho de 2024 às 13h06.

Tudo sobreGasolina
Saiba mais

A partir de terça-feira, 9, a Petrobras vai ajustar o preço de venda da gasolina A para as distribuidoras, que será em média de R$ 3,01 por litro, representando um aumento de R$ 0,20 por litro. A medida foi anunciada

Com a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina C vendida nos postos, a parcela da Petrobras na composição do preço ao consumidor será de R$ 2,20 por litro, o que significa um acréscimo de R$ 0,15 para cada litro de gasolina C.

Neste ano, a companhia realiza seu primeiro ajuste nos preços de venda da gasolina A para as distribuidoras. O último ajuste ocorreu em outubro de 2023, quando houve uma redução, e o aumento anterior foi registrado em agosto do ano passado.

Desde a implementação de sua nova estratégia comercial, a Petrobras reduziu os preços de venda para as distribuidoras em R$ 0,17 por litro.

Em relação ao GLP, a Petrobras também está ajustando seus preços de venda para as distribuidoras, que passarão a ser, em média, R$ 34,70 por botijão de 13kg, um aumento de R$ 3,10. Em 2024, este é o primeiro ajuste nos preços de venda de GLP da Petrobras para as distribuidoras. Os últimos ajustes anteriores ocorreram em maio deste ano e julho de 2023, ambos resultando em reduções. O último aumento foi registrado em março de 2022.

Desde dezembro de 2022, a Petrobras reduziu os preços de venda para as distribuidoras em um total equivalente a R$ 7,34 por botijão de 13kg.

Acompanhe tudo sobre:PetrobrasGasolinaMagda ChambriardGoverno Lula

Mais de Economia

Governo sobe previsão de déficit de 2024 para R$ 28,8 bi, com gastos de INSS e BPC acima do previsto

Lula afirma ter interesse em conversar com China sobre projeto Novas Rotas da Seda

Lula diz que ainda vai decidir nome de sucessor de Campos Neto para o BC

Mais na Exame