Para Financial Times, impostos brasileiros lembram novelas

Blog “Beyondbrics” criticou o aumento de taxas para a importação de 100 produtos

São Paulo – Para o blog “Beyondbrics”, do Financial Times, o sistema de taxas brasileiro lembra as novelas do país – é enrolado, cômico e difícil de seguir, nas palavras do jornal. O texto criticou o aumento de impostos para a importação de 100 produtos. 

O jornal destaca que, após meses de frequentes subidas e descidas das taxas, na noite de terça-feira, o governo anunciou o aumento das taxas de importação de 100 produtos. “A lógica por trás da decisão era clara, afastar os estrangeiros e ajudar a impulsionar o mercado doméstico de manufaturas, que foi um dos grandes empecilhos ao crescimento”, afirma o texto. 

O governo ainda pode anunciar aumentos para mais 100 produtos, em outubro. Na terça-feira, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, confirmou que a Câmara de Comércio Exterior (Camex) havia aprovado a elevação do imposto de importação para 100 produtos. Segundo o ministro, os preços domésticos dos itens beneficiados serão monitorados e, se houver reajuste de preços, o governo vai derrubar as alíquotas. Entre os setores beneficiados estão o de siderurgia, petroquímica, química fina, medicamentos e bens de capital. 

> Confira também: Infraestrutura é gargalo crônico no Brasil, diz FT

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.