Os principais números da Venezuela, antes e depois de Chávez

Dados do FMI mostram avanço nos indicadores, mas economia ainda é muito dependente do petróleo

São Paulo – Um dos principais pontos na gestão econômica de Hugo Chávez foi explorar o máximo possível o potencial da Venezuela como fornecedora mundial de petróleo. Apesar de toda a complicada relação, até Estados Unidos está na lista de clientes do país, sendo um dos principais compradores do “ouro negro” venezuelano.

Explorar essa que é uma das maiores reservas de petróleo do mundo ajudou a melhorar alguns indicadores econômicos, como o produto interno bruto (PIB) do país. Mas com uma economia tão dependente da commodity, a riqueza venezuelana fica muito exposta às variações do preço do petróleo no mercado internacional.

Outros indicadores econômicos chamam atenção. O desemprego, por exemplo, passou de 14% em 1999, ano que Chávez assumiu, para cerca de 8% em 2012, segundo dados do FMI (Fundo Monetário Internacional), ainda sujeito a revisões. Mas mesmo com a melhora dos indicadores que mais influenciam o dia a dia da população, Chávez não conseguiu controlar a violência, que subiu ao longo de seu governo. A cidade de Caracas, por exemplo, foi apontada em um estudo como a sexta mais violenta do mundo. 

Outro problema persistente é a inflação. Esta continua sendo uma questão que o governo chavista não conseguiu  eliminar e atinge altos níveis ao longo dos anos.

Confira a evolução dos principais dados econômicos na Venezuela desde 1998, um ano antes da primeira posse de Chávez, até 2012 (dados ainda preliminares, coletados pelo FMI):

PIB total

Período Dado
1998 US$ 91,339 bilhões
1999 US$ 97,978 bilhões
2000 US$ 117,153 bilhões
2001 US$ 122,910 bilhões
2002 US$ 92,889 bilhões
2003 US$ 83,442 bilhões
2004 US$ 112,800 bilhões
2005 US$ 144,128 bilhões
2006 US$ 183,221 bilhões
2007 US$ 230,043 bilhões
2008 US$ 315,160 bilhões
2009 US$ 328,959 bilhões
2010 US$ 294,735 bilhões
2011 US$ 315,841 bilhões
*2012 US$ 337,433 bilhões

*Estimado pelo FMI

PIB per capita

Período Dado
1998 US$ 3.928
1999 US$ 4.132
2000 US$ 4.845
2001 US$ 5.033
2002 US$ 3.728
2003 US$ 3.285
2004 US$ 4.353
2005 US$ 5.453
2006 US$ 6.796
2007 US$ 8.365
2008 US$ 11.235
2009 US$ 11.497
2010 US$ 10.099
2011 US$ 10.610
2012 US$ 11.113

Inflação

Período Dado
1998 29,90%
1999 20%
2000 13%
2001 12%
2002 31%
2003 27%
2004 19%
2005 14%
2006 16%
2007 22,40%
2008 30%
2009 25%
2010 27%
2011 25%
2012 33%

Desemprego

Período Dado
1998 11,20%
1999 14,50%
2000 14%
2001 13,35%
2002 15,90%
2003 18%
2004 15%
2005 12,20%
2006 9,95%
2007 8,50%
2008 7,30%
2009 7,80%
2010 8,60%
2011 8,10%
2012 8%

Exportações totais de petróleo

Período Dado
1998 US$ 12,178 bilhões
1999 US$ 16,735 bilhões
2000 US$ 27,874 bilhões
2001 US$ 21,745 bilhões
2002 US$ 21,532 bilhões
2003 US$ 22,029 bilhões
2004 US$ 32,871 bilhões
2005 US$ 48,069 bilhões
2006 US$ 58,162 bilhões
2007 US$ 63,005 bilhões
2008 US$ 89,440 bilhões
2009 US$ 54,201 bilhões
2010 US$ 62,317 bilhões
2011 US$ 88,131 bilhões
2012 US$ 95,188 bilhões

Dívida total do governo (em % sobre o PIB)

Período Dado
1998 37%
1999 38%
2000 31,80%
2001 34,40%
2002 46,40%
2003 49,20%
2004 42,90%
2005 33%
2006 28,30%
2007 29,80%
2008 26,30%
2009 33,70%
2010 40%
2011 45%
2012 51%

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.